Mundo

Azerbaijão: ofensiva não cessa até que Armênia programe retirada

Agência Brasil | 05/10/20 - 08h36 - Atualizado em 05/10/20 - 08h39
Ministério da Defesa da Armênia

O presidente do Azerbaijão, Ilham Aliyev, exigiu nesse domingo (4) que a Armênia estabeleça um cronograma de retirada do enclave de Nagorno-Karabakh e territórios azeris vizinhos, e disse que o país não interromperá a ação militar até que issAo ocorra.

Em discurso transmitido pela televisão à nação, Aliyev disse que as forças azeris avançam em uma ofensiva para retomar terras perdidas para os armênios étnicos nos anos 1990.

O conteúdo e o tom da mensagem de Aliyev deixaram claro que o Azerbaijão não aceitará apelos por um cessar-fogo imediato, como a Rússia, os Estados Unidos e a União Europeia pediram reiteradas vezes.

Centenas de pessoas foram mortas na semana passada em confrontos entre o Azerbaijão e as forças étnicas armênias, incluindo mais de 40 civis.