Maceió

Bebê encontrado no lixo seguirá para adoção assim que se recuperar, diz Conselho Tutelar

Redação TNH1 | 13/09/19 - 16h08 - Atualizado em 13/09/19 - 16h08
Cortesia

O recém-nascido encontrado por um pescador no lixo no último dia 4 em Maceió deve ficar à disposição das famílias que estão na fila de adoção em Alagoas assim que se recuperar. A informação foi confirmada pela conselheira tutelar da região II, Ruth Moura, em contato com o TNH1 nesta sexta-feira, 13.

O relatório do caso foi entregue pelo Conselho Tutelar ao Juizado da Infância e Adolescência nesta semana. "Ele vai para uma entidade, ficar num abrigo. O local será direcionado pelo Conselho Tutelar e o bebê pode aguardar uma família da fila de adoção", destacou Ruth.

A situação só não aconteceria se um familiar do recém-nascido tivesse se apresentado para ficar com a guarda dele. Porém, quase dez dias depois do caso vir à tona, nenhum parente foi localizado. 

O bebê segue internado na UTI da Maternidade Santa Mônica, em Maceió, em estado grave. Ainda não há previsão para alta médica e a evolução vai depender da resposta da criança ao tratamento dado pela unidade de saúde.

Sobre as investigações, o chefe de operações da Delegacia de Crimes Contra Crianças e Adolescentes (DCCCA), Alan Barbosa, afirmou que o pescador já foi ouvido pela polícia, porém não há novidades sobre o suspeito de ter abandonado o bebê.