Polícia

Bens de traficante morto em confronto podem somar R$ 5 milhões; veja lista

Eberth Lins | 22/05/19 - 11h54 - Atualizado em 22/05/19 - 13h47
Um dos veículos apreendidos na operação | Cortesia / PC

A Polícia Civil informou ao TNH1, nesta quarta-feira (22), que os bens listados como sendo do acusado de tráfico Claudemir Francisco Maciel, conhecido como Deivinho, morto ontem (21) durante a Operação Tríplice Aliança, estão avaliados entre R$ 4 milhões e R$ 5 milhões.

“É difícil apontar um valor preciso, mas acreditamos que entre drogas, imóveis, veículos, animais e demais objetos, o valor fique entre quatro e cinco milhões de reais", disse o delegado Cayo Rodrigues.

Os bens em questão ficarão indisponíveis por tempo indeterminado. De acordo com o delegado Gustavo Gatto, a Polícia Federal pediu a apreensão e sequestro de todos os bens do acusado. “São frutos da lavagem de dinheiro. Os bens foram adquiridos com recursos aferidos do tráfico de drogas e da prática de assalto a bancos”, confirmou.

Deivinho foi morto em operação (Crédito: Redes Sociais)

A lista de bens inclui carros de luxo, apartamentos em áreas nobres de Maceió e Recife, cavalos de raça e até maquinas contadoras de cédulas. “A investigação do caso ainda não foi finalizada e segue agora para a fase de levantamento”, frisou o delegado.

Segundo a polícia, Claudemir Francisco Maciel mantinha uma vida de luxo em Maceió, onde morava no bairro da Ponta Verde e circulava em carros de alto padrão.

Ele foi morto após o confronto com a polícia na manhã de ontem, durante cumprimento de mandados da Operação Tríplice Aliança. Segundo a polícia, no momento do confronto ele estaria usando uma pistola calibre ponto 40, de propriedade da Polícia Civil de Alagoas. A operação envolveu as três forças de Segurança Pública do Estado de Alagoas.

Confira abaixo a lista de bens divulgada pela polícia:

▪Aproximadamente 20kg de cocaína pura;

▪Aproximadamente 200kg de produtos químicos utilizados para refinamento de entorpecentes;

▪Vasto material de corte e arrombamento de cofres bancários;

▪Uma pistola .40 subtraída do patrimônio da PC/AL;

▪Uma maleta jammer de última geração para bloqueio de sinais de alarmes e sensores;

 ▪Duas máquinas contadoras de cédulas;

▪Um Land Rover Evoque branco;

▪Um Land Rover Evoque azul;

▪Um Chevrolet Camaro;

▪Uma moto BMW F800R;

▪Um Jeep Renegade;

▪Um Chevrolet Cruze;

▪Um Uno Vivace;

▪Um Ford Ka;

▪Uma Honda Biz;

▪2 Reboques;

▪11 cavalos de raça

▪Apartamento na Ponta Verde:

▪Apartamento em Jaboatão dos Guararapes/PE

▪Imóvel no Eustáquio Gomes;

▪Dois imóveis no Bom Parto;

▪Fechamento de uma padaria utilizada para lavagem de dinheiro.