Cinema

'Besta-Fera': filme de diretor alagoano é selecionado para festival internacional

Assessoria | 17/05/19 - 22h08 - Atualizado em 17/05/19 - 22h11
Divulgação

O filme Besta-Fera, do cineasta alagoano Wagno Godez, foi selecionado para o 9º Festival de Cine Político em Buenos Aires. Sua primeira exibição em terra estrangeira será neste sábado, dia 18 de maio às 15h no El Cultural San Martin. 

O curta metragem de 22 minutos vem conquistando público e prêmios desde sua estreia. Em dezembro de 2018 na 9º Mostra Sururu levou o prêmio de melhor performance, e em janeiro deste ano no 2º Cine Cariri no Ceará, levou prêmio de melhor ator para Felipe Rios no papel de Mariano e melhor atriz para Márcia Mariah Morello no papel de Flora.

O filme conta ainda com a participação dos atores, Julien Costa no papel de Coronel e Erom Cordeiro no papel de Fonseca.  Para o diretor, a participação de Cordeiro no filme foi uma honra, já que ator alagoano vem se destacando no cenário da dramaturgia nacional. “Ficamos muito felizes e orgulhosos com sua participação, não apenas pelo seu desempenho em novelas, filmes e séries como também pela pessoa especial que ele é”. Diz Godez.

A história é ambientada no sertão dentro do universo do cangaço.  Ela fala sobre a violência e de como, em condições de miséria e abuso de poder, uma natureza mais arcaica e descomedida vem à tona até nas pessoas mais inofensivas.

O personagem Mariano (Filipe Rios) vai atrás de bichos fugidos, acha um homem misterioso (Eron Cordeiro) jogado na terra seca, ferido. O menino o acolhe, leva o homem para a sua casa. Sua mãe, Flora (Marcia Mariah), não gosta da ideia, reluta em aceitar o estranho, mas o acolhe até que melhore. O homem muda a rotina da família, que ainda tem que lidar com o Coronel (Julien Costa), dono das terras.

Sobre o diretor

Wagno Godez, além de ser diretor de teatro e produtor cultural, atualmente coordena o Núcleo do Audiovisual de Arapiraca (NAVI). Como diretor realizou os videoclipes: “Canção de Vingança” (2015) e “Ei, Mulher!” (2018) ambos do cantor e compositor Janu Leite, os curtas-metragens “Povoado” (2017) e “Besta-Fera” (2018). Como produtor executivo realizou o filme curta-metragem, “Avalanche” (2017) de Leandro Alves, e está em pré-produção do média-metragem “Moto-perpétuo”, também de Leandro Alves.