Mundo

Buscas pelo submarino desaparecido entram no segundo dia

CNN Brasil | 22/04/21 - 07h22 - Atualizado em 22/04/21 - 07h25
AFP

A busca pelo submarino da Indonésia que desapareceu com 53 pessoas a bordo continua nesta quinta-feira (22) depois que autoridades encontraram uma mancha de óleo próxima de onde a estrutura submergiu. Ao mesmo tempo, países vizinhos já prometeram ajuda. 

O submarino KRI Naggala-402, construído há 44 anos, estava fazendo treinamento nas águas ao norte da ilha de Bali nesta quarta-feira (21), mas falhou em transmitir os dados, conforme esperado, disse um porta-voz da marinha. 

Uma busca área encontrou um vazamento de óleo próximo ao local de imersão do submarino, e dois navios da marinha com capacidade de fazer buscas por sonar foram acionados, disse o Ministério da Defesa. 

Em comunicado, a pasta disse que solicitou ajuda e que a Austrália e Singapura responderam.

As forças de defesa australianas "vão fazer tudo o que podem", disse a ministra das relações exteriores, Marise Payne, em entrevista à rádio ABC.

"Nós operamos submarinos muito diferentes, mas a Força de Defesa Australiana e a Organização de Defesa Australiana vão trabalhar com as forças de defesa da Indonésia para estabelecer o que poderemos fazer a respeito", disse Payne. 

O chefe militar Hadi Tjahjanto disse à Reuters, por meio de mensagem de texto, que o contato com o submarino foi perdido às 4h30 da manhã, no horário local, e que a busca estava em andamento a 96 quilômetros de Bali. 

Também em nota, a Marinha da Indonésia disse ser possível que, durante o mergulho estático, tenha havido um blecaute, o que teria levado à perda de controle do submarino e que os procedimentos de emergência não puderam ser realizados, o que teria levado o submarino a afundar entre 600 e 700 metros. 

O submarino foi construído para suportar a pressão máxima de uma profundidade de 250 metros. 

A mancha de óleo que foi encontrada na superfície também pode indicar que houve danos ao tanque de combustível, ou mesmo pode ser um sinal deixado pela tripulação, diz a nota.

O chefe militar vai realizar uma coletiva de imprensa sobre a busca nesta quinta-feira, de acordo com um porta-voz.

O KRI Naggala-402 pesa 1.395 toneladas e foi construído na Alemanha em 1977, de acordo com o Ministério da Defesa, e foi incorporado à frota da Marinha da Indonésia em 1981. O submarino passou por uma reforma completa feita na Coreia do Sul, que durou dois anos e foi concluída em 2012. 

No passado, a Indonésia operou uma frota de 12 submarinos comprados da União Soviética para patrulhar as águas de seu extenso arquipélago, mas agora o país tem apenas cinco estruturas do tipo, incluindo dois submarinos alemães 209 e três submarinos sul-coreanos, mais novos. 

A Indonésia tem procurado modernizar suas capacidades de defesa, mas alguns de seus equipamentos são antigos e tem havido acidentes fatais nos últimos anos.