Alagoas

Caixa e AMA esclarecem que não há pausa nos consignados para servidores

Redação TNH1 | 24/03/20 - 12h00 - Atualizado em 24/03/20 - 14h32

Diferentemente do que tinha sido divulgado ontem (23), a Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) esclareceu nesta terça-feira (24) que os consignados dos servidores públicos não estão incluídos nas condições apresentadas pela Caixa Econômica Federal, dentro das medidas para tentar minimizar os impactos financeiros diante da crise gerada pelo coronavírus.

De acordo com a AMA, a Caixa Econômica Divulgou uma pausa no desconto do pagamento do crédito Pessoal, CDC, Habitação e PJ.

Inicialmente a suspensão será para dois meses, mas só a pedido do servidor. As duas parcelas serão somadas ao saldo devedor e será recalculado sem juros.

Com relação ao empréstimo consignado, há possibilidade de renovação dentro das novas condições da Caixa.

A Caixa reafirmou que anunciou, na semana passada, novas medidas de apoio à economia do país. Concomitante à queda da Selic (taxa básica de juros), o banco reduziu as taxas de juros de linhas de crédito e está oferecendo pausa por até 60 dias para contratos de pessoa física e jurídica, inclusive contratos habitacionais.

Confira abaixo todos as condições que estão sendo oferecidas pela Caixa:

Ações para Pessoas Físicas:

  • Possibilidade de pausa de até 60 dias nas operações parceladas de crédito pessoal;
  • Ampliação das linhas de crédito consignado, incluindo as linhas para aposentados e pensionistas do INSS com as melhores taxas do mercado
  • Redução de taxa de juros nas linhas de crédito pessoal (crédito consignado a partir de 0,99% a.m., penhor a partir de 1,99% a.m. e CDC a partir de 2,17% a.m.;
  • Disponibilização gratuita do cartão virtual de débito Caixa aos mais de 100 milhões de correntistas e poupadores, que possibilita compras online nos sites de e-commerce de forma prática e segura. O cliente pode habilitar o uso do cartão diretamente no Internet Banking CAIXA;
  • Renovação do contrato de penhor diretamente no site da CAIXA e canal Telesserviço, evitando a necessidade de o cliente comparecer à uma agência bancária;

Ações para Empresas:

  • A Caixa dará apoio às micro e pequenas empresas, com redução de juros de até 45% nas linhas de capital de giro, com taxas a partir de 0,57% a.m.;
  • Disponibilização de carência de até 60 dias nas operações parceladas de capital de giro e renegociação;
  • Disponibilização de linhas de crédito especiais, com até seis meses de carência, para empresas que atuam nos setores de comércio e prestação de serviços, mais afetadas pelo momento atual;
  • Linhas de aquisição de máquinas e equipamentos, com taxas reduzidas e até 60 meses para pagamento;

Habitação:

  • Para contratos habitacionais de pessoa física, os clientes poderão solicitar a pausa estendida de até duas prestações pelo APP Habitação CAIXA, sem a  necessidade de comparecimento às agências;
  • Empresas poderão solicitar pausa estendida de até duas prestações em seus contratos habitacionais;

Caixa Hospitais: 

  • Liberação de R$ 3 bilhões em orçamento em linhas destinadas a Santas Casas e Hospitais Filantrópicos que prestam serviço ao SUS, para reestruturação de dívidas e novos recursos;
  • Taxa de juros de 0,80% a.m. para prazos de até 60 meses (redução de 14%);
  • Taxa de juros de 0,87% a.m. para prazos de até 120 meses (redução de 23%);
  • Prazo de pagamento de até 120 meses e carência de até seis meses;