Concursos

Câmara de Petrolina-PE prorroga inscrições no concurso com 120 vagas

As inscrições do concurso para a Câmara de Petrolina-PE, que oferta vagas para cargos de níveis médio e superior, foram prorrogadas.

Folha Dirigida | 17/04/19 - 16h12 - Atualizado em 17/04/19 - 13h56
Concurso | reprodução

A Câmara de Petrolina, em Pernambuco, prorrogou até o dia 5 de maio as inscrições para seu concurso. A seleção tem uma oferta de 120 vagas dividas por cargos de níveis médio e superior. 

Os interessados no concurso podem se candidatar no site do Instituto Idib, organizador. A taxa de inscrição é de R$100 para nível médio e R$130 para superior. 

Do total de vagas, 20 serão imediatas e as outras 100 para formação de cadastro de reserva. A remuneração oferecida variará de R$1.660 a R$4.700, dependendo da função. A carga de trabalho para todos os servidores será de 30 horas por semana. As vagas estão distribuídas entre as seguintes funções:

  • Ensino médio: agente administrativo, assistente legislativo e recepcionista;
  • Ensino médio/técnico: eletricista e técnico em Audiovisual;
  • Ensino superior: analista de controle interno, jornalista, procurador legislativo e analista em Informática.

Concurso Câmara de Petrolina mantém data da prova


Os candidatos do concurso para a Câmara de Petrolina serão avaliados por meio de uma prova objetiva. A avaliação segue marcada para o dia 2 de junho. 

Para candidatos aos cargos de nível médio a avaliação será composta por questões de Língua Portuguesa (10), Conhecimentos Gerais (10) e Conhecimentos Específicos (20).

Os que concorrem às vagas de nível superior farão uma prova que segue a mesma estrutura, porém em vez de questões de Conhecimentos Geras, responderão itens de Noções de Informática.

No mesmo dia da prova objetiva os candidatos ao cargo de procurador responderão a um exame discursivo. Também haverá uma etapa de avaliação de títulos para os que concorrem às oportunidades que exigem nível superior.

Os candidatos que forem aprovados em cadastro de reservas poderão ser convocados durante o prazo de validade do concurso, que será de dois anos. O período poderá ser prorrogado, uma vez, por mais dois anos.