Polícia

Câmera registrou momento em que homem mata ex a facadas, em Pilar; veja vídeo

João Victor Souza | 10/01/22 - 10h42 - Atualizado em 10/01/22 - 15h53
Reprodução

Imagens de uma câmera de segurança mostram o momento do crime de feminicídio contra Juliana Nascimento da Silva, 24 anos, na última sexta-feira, 07, no município de Pilar. O assassino da jovem foi identificado como o ex-companheiro dela, Edmilson José da Silva, de 57 anos, que fugiu depois do ataque e ainda está foragido.

O TNH1 teve acesso, na manhã desta segunda-feira, 10, ao vídeo que registra o instante em que o Edmilson golpeia Juliana a facadas. A filmagem mostra a movimentação do braço dele por trás do carro de modelo CrossFox, de cor branca, estacionado na frente da casa da irmã dela, em Chã do Pilar.

Em seguida, o homem corre para dentro do veículo, passa alguns segundos e foge ao acelerar o carro, enquanto familiares tentam socorrer a mulher, já caída na calçada com os ferimentos.

Assista:

Segundo uma conhecida da família, a primeira pessoa que buscou resgatá-la foi a mãe dela, que sai da casa às pressas depois de perceber o ataque do ex-genro. Em seguida, o pai da jovem, que tem dificuldade de andar, aparece nas imagens. Ele observa o que tinha acontecido e volta para a residência à procura de ajuda.

Na sequência das imagens, vizinhos aparecem tentando socorrer a jovem, já debilitada com os golpes. Juliana foi encaminhada para um hospital do município, mas não resistiu aos ferimentos. 

Quem tiver informações sobre o paradeiro de Edmilson pode entrar em contato com a Polícia Civil, por meio do Disque Denúncia, de número de telefone 181. O anonimato é garantido ao denunciante.

Edmilson José da Silva é procurado pela polícia (Crédito: Divulgação/Redes Sociais)

O caso - O crime de feminicídio contra Juliana Nascimento da Silva, de 24 anos, chocou os moradores do município de Pilar na última sexta-feira, 07. A jovem foi brutalmente assassinada a facadas pelo ex-companheiro na entrada da casa da irmã, em Chã do Pilar, após ter sido convidada por ele para conversar. 

Segundo informações do delegado Sidney Tenório, titular do 23º Distrito Policial e responsável pelo inquérito, o casal havia se separado recentemente por ciúmes, após cerca de sete anos de relação amorosa. 

Juliana foi morta pelo ex-companheiro em Pilar (Crédito: Arquivo Pessoal)