Alagoas

Cânion de Xingó, no sertão de Alagoas, passará por inspeção após tragédia em Capitólio

Reunião para alinhar medidas ocorrerá ainda nesta segunda-feira, às 17h

Letícia Pascoalino com Ascom CPRM | 10/01/22 - 14h40 - Atualizado em 10/01/22 - 16h58
Kaio Fragoso / Ascom Sedetur

Após o desabamento de um paredão de um cânion na região do Capitólio, em Minas Gerais, autoridades dos estados de Alagoas e Sergipe se articulam para inspecionar o Cânion de Xingó, que fica na divisa entre os dois estados e que é um dos principais pontos turísticos do Sertão, recebendo centenas de turistas diariamente.

De acordo com assessoria de comunicação da Defesa Civil de Alagoas, os órgãos de defesa dos dois estados estão em contato para alinhar ações conjuntas e a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) se reunirá com a pasta sergipana e o Ministério do Turismo nesta segunda-feira, às 17h, para discutir algumas medidas.

O Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM) disse que o fenômeno ocorrido em Capitólio é comum e pode se repetir em outros trechos da paisagem. Conforme avaliação preliminar dos pesquisadores em geociências, a presença de rochas de fácil desagregação, a grande intensidade de fraturas, a percolação de água por fendas e o volume de chuvas excepcionais foram elementos potenciais para a deflagração do processo; veja: