Gente Famosa

Cantor Nahim fez pedido inusitado sobre o enterro antes de morrer

Gabriel Amorim* | 14/06/24 - 10h40
O artista foi encontrado morto na própria casa | Crédito: Reprodução / Instagram

O cantor Nahim Jorge Elias Júnior foi velado na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), na Zona Sul de São Paulo, na manhã desta sexta-feira (14). O artista foi um fenômeno na década de 1980 e é o intérprete de grandes sucessos, como "Dá coração", "Coração de melão" e "Taka Taka". Ele foi encontrado morto na própria casa, em Tabuão da Serra (SP), nessa quinta (13).

Nahim ganhou destaque nacional ao participar de programas de auditório, incluindo a vitória do quadro "Qual é a música?", do "Programa Silvio Santos", no SBT. Ao todo, foram mais de 14 discos gravados.

Além da carreira musical, ele participou de diversos programas de televisão, incluindo A Fazenda, da Record TV. Em 2019, Nahim foi preso por descumprir uma medida contra a ex-mulher. O artista ainda chegou a se candidatar como vereador por São Paulo, mas não conseguiu se eleger.

De acordo com a Polícia Civil, ele teria morrido após cair de uma escada. Ele estava sozinho em casa no momento do ocorrido. O caso foi registrado como morte suspeita e uma investigação foi iniciada.

Despedida e pedido inusitado - A despedida de Nahim foi aberta aos fãs, amigos e parentes do cantor. A ex-esposa de Nahim, Andreia de Andrade, contou na Alesp alguns pedidos deixados pelo cantor para quando morresse, incluindo o caixão no chão e com os cachorros em volta.

"E ele sempre pedia: 'O dia que eu morrer, eu quero muita música no meu enterro. Não quero tristeza'. Ele deixou uma lista de exigências, e uma delas foi a música. Caixão no chão, os cachorrinhos em volta dele, sem flores, bermuda branca, camisa do Corinthians e descalço", disse Andréia à TV Globo.

*Estagiário sob supervisão