Polícia

Capitão PM é morto em abordagem a residência no Santa Amélia; veja vídeo

Suspeito foi preso logo em seguida, na casa da namorada, e encaminhado ao Deic

10/04/16 - 07h13 - Atualizado em 11/04/16 - 09h36

O capitão da Polícia Militar (PM), Rodrigo Moreira Rodrigues, 32 anos, foi morto na noite desse sábado, durante uma abordagem policial a uma residência de um condomínio de luxo, no bairro de Santa Amélia.

Segundo informações, o militar, que era lotado no Batalhão de Rádio Patrulha, comandava uma guarnição que rastreava o sinal de GPS de um celular que havia sido roubado no bairro do Poço.

Ao chegar à residência, onde possivelmente se encontrava o aparelho, o capitão Rodrigo Rodrigues teria anunciado a chegada da polícia. Como não obteve resposta, o militar teria subido no muro e gritado mais uma vez. Neste momento, ele foi atingido com um tiro disparado de dentro da residência.

Foram três disparos efetuados na direção do militar. Dois deles o atingiram, sendo um no colete à prova de balas, na região do tórax, e o outro na região abaixo da axila. O disparo fatal transfixou o pulmão e teve saída no rosto.

O capitão Rodrigues foi socorrido pelos companheiros da guarnição e levado para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu aos ferimentos. Segundo alguns militares, o homem que estava dentro da residência não teria reconhecido se tratar de uma abordagem policial.

A assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança Pública nega que o autor dos disparos não tivesse ciente de que se tratava de uma abordagem policia.

Residência onde ocorrência acabou em morte de um policial militar (Foto: Rafael Alves)

Prisão

Segundo informações do Ciods, o suspeito de atirar no capitão Rodrigues foi preso horas depois, na casa da namorada, também no bairro de Santa Amélia. Trata-se de Agnaldo Lopes de Vasconcelos, de 49 anos.

Ele foi encaminhado à Divisão Especial de Investigação e Captura (Deic), onde foi ouvido pelo delegado Ronilson Medeiros. Agnaldo Lopes de Vasconcelos foi autuado por homicídio e posse irregular de munição de uso restrito. Com ele, policiais apreenderam um revólver calibre 38, 12 munições calibre 38, além de cinco munições calibre 357, de uso restrito.

Ainda de acordo com informações colhidas pelo TNH1, o sinal do celular rastreado havia sido localizado, em Mangabeiras, Cruz das Almas, Jacintinho, e finalmente na Santa Amélia.

Entre os policiais, o clima era de consternação e muita perplexidade. Muitos choravam a perda do amigo de farda, tido por todos como uma pessoa de bem e de temperamento tranquilo. O capitão Rodrigo deixa esposa e um filhinho de 8 meses.

Até o horário de publicação da matéria, o corpo do militar ainda não havia sido liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) para sepultamento. O velório está previsto para ocorrer no Palácio Floriano Peixoto, no Centro.

O capitão com a esposa e o filho de apenas oito meses em foto de arquivo pessoal

O secretário de Segurança, coronel Lima Júnior, divulgou nota lamentando a morte do militar. Leia na íntegra abaixo. 

NOTA

O secretario de Segurança Pública,  coronel Lima Júnior,  compartilha com os irmãos de farda o sentimento de dor inigualável pela perda trágica do capitão PM.Rodrigo Rodrigues, da Radiopatrulha, abatido em pleno exercício do dever de proteger a sociedade alagoana.

Na noite deste sábado,9, todas as forças da Segurança se enlutaram diante da tragédia que ceifou a vida de um exemplar oficial que muito contribuiu com.o estado de Alagoas. 

O secretario, em nome de todos que integram a SSP, abraça a família e pede a Deus que dê forças e a conforte. Ao tempo que afirma ter adotado  todas as providências  para a elucidação do caso.

O capitão Rodrigo Rodrigues terá todas as honrarias dignas de quem soube ate o fim vestir a farda com brilho e honestidade.