Polícia

'Caso Joyce': arma usada no crime foi apreendida pela Polícia

Redação TNH1 | 27/02/20 - 12h40 - Atualizado em 27/02/20 - 15h10
Reprodução/Redes Sociais

O coordenador da Delegacia de Homicídios de Maceió, delegado Eduardo Mero, confirmou em entrevista à TV Pajuçara nesta quinta-feira (27), que a arma utilizada no assassinato da jovem Joyce Mariele, de 16 anos, na última terça-feira (25), no Village Campestre II, já foi apreendida pela Polícia dentro da casa do principal suspeito do crime, Lucas Moleda. 

De acordo com o delegado, a arma pertence ao padrasto do suspeito e foi entregue ao Instituto de Criminalística (IC), para passar por uma perícia. O delegado disse ainda que o padrasto é policial militar, está colaborando com as investigações e não forneceu a arma ao suspeito. 

O caso da morte da jovem será investigado pela delegada Taciane Vírgilio. A delegada disse que está trabalhando no caso para dar uma resposta efetiva e rápida. 

Vídeo pode caracterizar crime passional

Após o crime, vários vídeos vieram à tona. Primeiro, o de câmeras de videomonitoramento que flagraram como tudo aconteceu no momento do assassinato. 

Nas imagens é possível ver que Lucas chega pilotando a moto em frente a um condomínio, com a vítima e a amiga dela na garupa. Instantes após descer da moto, a amiga de Joyce entra no residencial e deixa os dois a sós. O jovem, que estava sem camisa e com capacete, inicia uma discussão com Joyce. Ele pega a vítima pelo pescoço com uma arma de fogo na outra mão. Logo depois, derruba a adolescente no chão e atira, aparentemente na cabeça dela. 

Depois das imagens viralizarem, Lucas Moleda gravou vídeos em uma rede social dizendo que não tinha nenhum tipo de relacionamento com Joyce e que iria se enntregar à Polícia. Ele chegou a escrever que a principal razão para o crime foi porque Joyce e mais 3 amigos teriam tentado contra a vida dele no dia anterior ao assassinato. 

Apesar de Lucas negar envolvimento com a vítima, um outro vídeo, postado nas redes sociais do delegado Fábio Costa nesta quarta-feira (26), mostra Lucas aparentando sofrimento ao ouvir uma música em um carro, com um suposto colega falando no nome da Joyce. Ao TNH1, o colega, que não será identificado por questões de segurança, disse que o vídeo foi feito em dezembro do ano passado e que Lucas e Joyce terminavam e reatavam o namoro constantemente.