Alagoas

Casos de Covid aumentam em 29 municípios de Alagoas, aponta estudo da Ufal

Eberth Lins | 03/08/20 - 11h14 - Atualizado em 03/08/20 - 18h01
Foto: Agência Alagoas

Embora Alagoas tenha entrado na fase de flexibilização das medidas de isolamento social, um monitoramento do Instituto de Geografia, Desenvolvimento e Meio Ambiente da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) aponta que 29 municípios ainda apresentam crescimento no número de casos da Covid-19.

Atualizado nesse domingo (02), o levantamento mostra também redução de casos em 62 municípios e estabilidade em outros 11. Confira a situação do seu município abaixo.

O monitoramento é baseado nos boletins epidemiológicos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

De acordo com o coordenador do trabalho, o geógrafo Esdras Andrade, o levantamento contou com uma série de sete mapas diários, trazendo informações de casos confirmados, óbitos registrados, novos casos, taxa de infecção, taxa de letalidade, média móvel e evolução dos casos.

"O objetivo do monitoramento é fornecer à sociedade informações diárias que vão além das quantidades de casos e mortes informadas nos veículos de comunicação, permitindo apresentar outras formas de análise dos dados.  O mapa compara as médias diárias, que chamamos de média móvel, de casos registrados nos últimos sete dias com os sete dias que os antecedem, ou seja, os últimos 14 dias. Isso varia diariamente. Hoje pode estar em crescimento, mas amanhã pode estar em diminuição ou em estabilidade", explicou.

Conforme o geógrafo, o método ajuda a mensurar a abrangência da doença a partir do intervalo de tempo em que as pessoas de determinado bairro contraíram a doença e procuraram atendimento médico. 

"É a partir desse intervalo que os casos são efetivamente registrados. Isso ajuda a dar a noção de crescimento ou não dos casos.  Os mapas que representam os valores relativos são elaborados a partir dos dados absolutos, nos quais se aplicam cálculos que variam de simples, como as taxas de infecção e de letalidade, e complexos, a exemplo do mapa de evolução dos casos", complementou.

Sem controle

Em relatório divulgado nesta segunda-feira, 3, o Observatório Alagoano de Políticas Públicas para o Enfrentamento da COVID-19 da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) aponta "um descontrole na transmissão do novo Coronavírus ao longo de todo o território alagoano".

O estudo se refere à 31ª semana epidemiológica e analisou os dados de todas as regiões de saúde de Alagoas, exceto a 1ª Região, da qual faz parte Maceió. Segundo estudo, não foram 'observadas evidências consistentes de controle considerando os últimos quatorze dias'.

Leia aqui o estudo completo.