Brasil

Ceará passa a exigir passaporte da vacina contra covid em estabelecimentos

Uol | 15/11/21 - 16h08
Reprodução

 O Ceará passou a exigir hoje um passaporte da vacina contra a covid-19 para que as pessoas possam entrar em estabelecimentos como bares e restaurantes, além de eventos. Portanto, funcionários e clientes devem comprovar que estão vacinados contra o novo coronavírus para poderem acessar estes locais.

A medida havia sido anunciada pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT), na última sexta-feira (12). A previsão é que o decreto com a exigência do passaporte vacinal tenha duração de 15 dias. Com a iniciativa, por enquanto, não há mais restrições de horários para o funcionamento de bares e restaurantes.

"Estivemos no exterior e era um protocolo comum a exigência desse documento para entrar em um restaurante, em um bar de um hotel, teria de comprovar a sua vacinação. Se está no ciclo vacinal de duas doses, comprove o esquema vacinal completo. E estamos implementando essa exigência com o único objetivo de proteger a população", disse Santana na sexta.

Segundo o governo do Ceará, 85,9% das pessoas no estado aptas a receberem a vacina foram vacinadas com a primeira dose e 70% estão com o esquema vacinal completo (duas doses ou dose única).

Como acessar o passaporte da vacina

O governo do Ceará informou que, para comprovar a vacinação e acessar bares, restaurantes e eventos no estado, é preciso apresentar o Certificado Nacional de Vacinação contra Covid-19, fornecido gratuitamente.

O cidadão pode acessar o documento pelo aplicativo Ceará App ou emiti-lo pela página ConecteSUS, do governo federal. Também é possível acessar o ConecteSUS por meio de aplicativo no celular. É preciso fornecer alguns dados pessoais, como o CPF, para cadastro no primeiro acesso.

O comprovante pode ser apresentado de forma física ou digital. A exigência não é válida para crianças menores de 12 anos e pessoas com atestado médico que as dispensem da vacina contra a covid-19.