Alagoas

Conselho apresenta a prefeito de Maceió protocolo para retorno das academias; confira recomendações

Ana Carla Vieira | 28/07/20 - 17h17 - Atualizado em 28/07/20 - 17h31
Arquivo/Agência Brasil

O Conselho Regional de Educação Física de Alagoas (CREF) reuniu-se nesta terça-feira (28) com o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, para apresentar um protocolo de segurança elaborado pela Associação Brasileira das Academias para o retorno das atividades.

De acordo com o presidente do CREF, Carlos Eduardo Rocha, a conversa com o prefeito deixou o segmento otimista.

"A conversa hoje com o prefeito foi bem produtiva. Ele se mostrou bastante sensível à apresentação do protocolo de segurança, que é bem mais rígido, por exemplo, do que bares e restaurantes, onde os clientes retiram as máscaras pra comer e beber. Nas academias, o protocolo vai ser rígido", afirmou Carlos Eduardo. 

Além do uso obrigatório de máscaras, o protocolo prevê medidas de higienização, com disponibilização de álcool em gel inclusive em pontos estratégicos das academias, como áreas de musculação e peso livre,  para que os próprios clientes higienizem os equipamentos (colchonetes, halteres e máquinas).

Ainda segundo o documento,  durante o horário de funcionamento da academia, cada área deve ser fechada de 2 a 3 vezes ao dia por, pelo menos 30 minutos, para limpeza geral e desinfecção dos ambientes. 

"Nós estamos bem otimistas depois dessa conversa com o prefeito Rui Palmeira. Esperamos que ele venha intermediar junto ao governador do estado para que o governador se sensibilize e entenda a importância do profissional de educação física para a sociedade alagoana", declarou o presidente do CREF Alagoas. 

"Somos profissionais de saúde e podemos contribuir bastante no combate à Covid, de forma preventiva, melhorando a qualidade de vida e o nível de saúde da população através das atividades físicas", complementou.

Em nota ao TNH1, a prefeitura de Maceió confirmou o encontro e disse que acompanha a movimentação das academias para uma volta segura das atividades, a fim de evitar a proliferação do novo coronavírus e aguarda o decreto estadual para dar seguimento à reabertura do setor.


Veja abaixo outros procedimentos recomendados no protocolo: 

- Limitar a quantidade de clientes que entram na academia;

- Delimitar com fita o espaço em que cada cliente deve se exercitar nas áreas de peso livre e nas salas de atividades coletivas. Cada cliente deve ficar a 1,5 m de distância do outro. 

- Renovar todo o ar do ambiente, de acordo com a exigência da legislação, atendendo às normas da ABNT, ou, caso não haja o aparelho, implantar o sistema de ventilação cruzada (abertura de portas e janelas);

- Comunicar para os clientes levarem suas próprias toalhas


Para as áreas da piscina:

-  Garantir a qualidade da água nas piscinas seguindo os critérios estabelecidos de cloração, filtração e controle do ph;   

-  Saunas, banhos turcos, solários, hidromassagem/ jacuzzi e similares devem permanecer fechados; 

- A piscina deve ser dividida em salas de aula com separação por raias, de acordo com o nível de aprendizagem da turma; 

-  Disponibilizar, na área da piscina, suportes para que cada cliente possa pendurar sua toalha de forma individual. 

 - Após o término de cada aula, higienizar as escadas, balizas e bordas da piscina;

- O vestiário deve ter delimitação em bancos, pias e pisos para que os clientes se mantenham em uma distância de 1,5 m entre eles;

- Diminuir a duração das aulas, como por exemplo de 45 minutos para 30 minutos.