Saúde

Conselho Federal cassa registro de médico que atendia em Arapiraca

Erik Maia | 06/09/19 - 10h46 - Atualizado em 06/09/19 - 13h26
Carlos Alberto perdeu o registro profissional | Reprodução / Redes Sociais

O Conselho Federal de Medicina (CFM) cassou o registro médico de Carlos Alberto Teixeira de Carvalho, que atende na Clínica Dr. Saúde, em Arapiraca. A cassação foi motivada por denúncias realizadas no Rio de Janeiro, mas ele também foi alvo de duas denúncias em Alagoas, uma delas que ainda terá perecer emitido por um integrante do Conselho Regional de Medicina de Alagoas (Cremal).

De acordo com o presidente do Cremal, Fernando Araújo Pedrosa, o médico estava atuando em Arapiraca através de uma liminar concedida pela Justiça.

“Ele foi cassado pelo Conselho Regional do Rio de Janeiro, mas recorreu ao Conselho Federal de Medicina, onde teve a cassação confirmada. Aí ele recorreu à Justiça, e agora recentemente o Tribunal Federal da 2ª Região cassou a liminar cedida em favor dele e negou provimento a outros recursos”, explicou.

Denúncia

Pedrosa afirmou que uma das denúncias feitas em Alagoas foi arquivada por falta de provas, mas a segunda, que está sendo apreciada pelo órgão, dá conta de um tratamento à base de injeções na coluna, que teria deixado sequelas em pacientes.

“Esse parecer deve ser emitido pelo nosso conselheiro até o próximo mês, e após isso nós o julgaremos. Não tenho mais detalhes. Sabemos que a notificação da decisão já foi enviada ao endereço dele, em Arapiraca, mas ele não recebeu, uma vez que estaria num tratamento de saúde no Rio de Janeiro”, pontuou.

O presidente disse ainda que Carlos Alberto já está proibido de exercer a medicina, uma vez que a decisão foi publicada no Diário Oficial. Caso alguém tenha informações sobre a atuação irregular do médico, o caso agora pode ser denunciado diretamente à polícia, ao Ministério Público Estadual, ou à Justiça.

“Nós agora não temos mais poder para atuar, uma vez que ele não faz mais parte da categoria. Inclusive, já comunicamos à Vigilancia Sanitária de Arapiraca para que ele seja excluído do receituário. Nos casos de novas denúncias, nós acolheremos e transmitiremos aos órgãos competentes”, concluiu.

Orientação

Fernando Pedrosa orienta aos pacientes que, antes de procurar um médico ou uma determinada clínica, eles podem consultar o site do Conselho Federal de Medicina, onde há dois campos destinados a consulta de profissionais e estabelecimentos credenciados na instituição.

A reportagem consultou a situação do agora ex-médico Carlos Alberto Teixeira de Carvalho no Portal do CFM, onde constatou que o registro profissional dele está cassado. O TNH1 não encontrou nenhum registro sobre a clínica Dr. Saúde, onde o médico atuava em Arapiraca.

Por telefone, Carlos Alberto disse que não existiu cassação, que iria conversar com os seus advogados e que eles entrariam em contato com o TNH1 para apresentar a sua versão dos fatos. A reportagem não conseguiu falar por telefone com o advogado Carlos Azeredo, que atuou na defesa do médico no processo.