Alagoas

Covid-19: PC designa delegado para apurar infração de medida sanitária preventiva

17/04/20 - 12h07 - Atualizado em 18/04/20 - 11h02
Pei Fon/Secom Maceió

A direção da Polícia Civil de Alagoas designou nesta sexta-feira (17) o delegado Leonardo Assunção, titular do 1º Distrito da Capital, para investigar a morte de um homem que trabalhava em um açougue no Mercado da Produção, após ser vítima da Covid-19.

O homem de 48 anos foi a quinta vítima de morte pelo novo coronavírus no Estado.

A direção da PC recebeu nesta quinta-feira (16) um ofício do Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE-AL) solicitando a abertura de inquérito policial para apurar o caso, que poderia representar crime de infração de medida sanitária.

Pedido do MP

O Ministério Público Estadual de Alagoas (MPAL) requisitou à Delegacia-Geral da Polícia Civil, a instauração de um procedimento investigatório criminal para apurar a suposta ocorrência de crime de infração de medida sanitária supostamente praticado pelo gestor do Mercado da Produção de Maceió.

O pedido foi feito depois da divulgação da morte de um trabalhador que atuava no Mercado diariamente, e que foi a 5ª vítima por covid-19 no estado de Alagoas. Segundo o que foi observado e denunciado, o mercado da produção concentrou uma aglomeração de consumidores durante a Páscoa e a preocupação é que o homem possa ter contaminado várias outras pessoas.

Segundo os promotores de justiça Bruno de Souza Baptista e Sandra Malta, tal requisição levou em consideração “o recebimento de notícias, via imprensa, de ocorrência de intensa aglomeração no referido mercado, sem qualquer organização por parte da administração do estabelecimento, mesmo após o recebimento de instruções para se evitar esse tipo de aglomeração e realizar o correto procedimento de higienização, gerando risco concreto e efetivo de contágio pelo COVID-19”.