Economia

Crise: Insinuante encerra atividades e dezenas de postos de trabalho são fechados

08/04/16 - 17h11 - Atualizado em 09/04/16 - 15h54

A escalada de crise e desemprego trouxe mais uma notícia negativa para a economia de Alagoas esta semana. Com a queda crescente nas vendas, o Grupo Máquina de Vendas, dona das marcas Insinuante, Eletro Shopping, Ricardo Eletro, City Lar e Salfer - as duas últimas sem lojas em Alagoas - anunciou que vai unificar as marcas.

O resultado é que parte das lojas serão absorvidas pelas demais lojas da rede, o que não garante a preservação de todos os postos de trabalho. A previsão é de que, inicialmente, mais de 50 trabalhadores perderão seus empregos.

Em Alagoas já se noticia o encerramento das atividades das lojas Insinuantes do shopping de Mangabeiras e uma das unidades do Centro, em Maceió; e a unidade de Arapiraca. 

Na prática, onde houver lojas de mais de uma marca do grupo, as unidades da Insinuante serão absorvidas pela Ricardo Eletro, a exemplo de um dos shoppings de Maceió.

VENDAS NO VAREJO: PIOR RESULTADO DOS ÚLTIMOS 14 ANOS

Demonstrativos financeiros obtidos nos site da companhia mostram um prejuízo líquido de quase 50 milhões em 2014. No ano de 2015, o varejo registrou uma queda de 14%, o pior resultado dos últimos 14 anos, de acordo com o IBGE.

Em entrevista ao Jornal do Commercio, de Recife, o fundador da Ricardo Eletro, Ricardo Nunes, disse que o Grupo está avaliando loja a loja, no entanto a unificação não visa o fechamento de unidades. 

A compra da Insinuante pelo Grupo aconteceu em 2010. No ano seguinte, 2011, foi a vez da incorporação da Eletro Shopping. O Máquina de Vendas também vai acabar com a marcas City Lar e Salfer.

A Aliança Comercial de Alagoas não sabe dizer o número de lojas que serão fechadas, pois as lojas do Grupo Máquina de Vendas não são filiadas à entidade. 

TNH1 fez contato por e-mail com a assessoria de comunicação do grupo para falar sobre o assunto, mas até o fechamento desta matéria não obteve resposta.