Alagoas

Da Economia à Literatura, escritores alagoanos lançam oito livros na próxima terça

Secom Alagoas | 01/12/21 - 09h54 - Atualizado em 01/12/21 - 09h57

A editora da Universidade Estadual de Alagoas (Eduneal) lançará, em 7 de dezembro, às 19h30, no complexo do Teatro Deodoro, oito livros escritos por intelectuais e pesquisadores alagoanos. As obras versam sobre temas que vão desde economia à literatura. O primeiro evento de lançamento presencial desde o início da pandemia é gratuito e aberto ao público, respeitando todos os protocolos de segurança.

Um dos lançamentos nasceu como fruto do esforço para documentar as passagem e as consequências da pandemia de Covid-19 por Alagoas como conta o organizador do livro “Jornalistas e pandemia memória da pandemia em Alagoas”, professor Luiz Sávio de Almeida. “Tomamos por objetivo deixar uma série de textos que ajudem a montar a memória da passagem deste cão com a dor de banda entre nós. Assim, foi assumida uma tarefa: ajudar a construir a memória desta tragédia pública na velha Alagoas”. O livro, organizado em parceria com Elen Oliveira, apresenta um recorte dos efeitos da pandemia em Maceió, a partir do olhar de 21 jornalistas em diferentes funções e perspectivas da profissão.

O professor Luiz Sávio de Almeida também lança duas obras: a segunda edição de “Alagoas: ensaio sobre a demografia de Alagoas do século XIX” e “Alagoas: ensaios sobre negros e escravos no censo de 1872”. Nos dois livros o pesquisador traz ensaios sobre a demografia e o censo histórico realizado pelo império, em 1872, que foi um dos primeiros a ser usado como publicidade. Sávio analisa os números e dados como um discurso que descreveu e qualificou a sociedade. Um trabalho brilhante de interpretação dos números e dados  sobre importantes aspectos da constituição e história de Alagoas.

Mudanças na agroindústria canavieira nordestina 2000-2012 é o livro do renomado economista alagoano Cícero Péricles de Carvalho que analisa o processo de reestruturação produtiva do setor sucroalcooleiro entre o final da década de 1990 e 2012, com ênfase nas mudanças protagonizadas por Alagoas e Pernambuco, estados de maior produção sucroalcooleira da região Nordeste. A obra foi é resultado da parceria editorial entre a editora da Eduneal e a editora da Universidade Federal de Alagoas.

Na área histórica, a Eduneal lança “Contribuição para a história da presença holandesa em Alagoas”. Organizado por Roberval Santos, o livro traz à tona textos esquecidos, mas de notável contribuição intelectual de importantes personalidades do passado e documentos consagrados e dotados de informações referentes à presença holandesa em Alagoas. A obra constitui um esforço gigantesco para resgatar Alagoas da posição de coadjuvante nesta temática batava do século XVII e lhe dar o merecido protagonismo neste período do Brasil Colonial.

Outra rica obra que retorna às mãos dos leitores alagoanos é “Alagoas percurso de cultura e tradição”, da pesquisadora Carmen Lúcia Dantas. A reedição, que conta com fotos de Ricardo Lêdo, reúne um conjunto de dados, de informações históricas, de observações e estudos acumulados ao longo de décadas pela autora em suas pesquisas acadêmicas pelos municípios do estado.

O conteúdo, ampliado e atualizado foi construído a partir de novas leituras, demandando a ressignificação de conceitos e perspectivas sócio históricas. O livro apresenta o mapeamento do estado abrangendo a territorialidade paisagística e humana, demarcando as múltiplas dimensões de cada região: a costeira de mar, de rios e lagunas, a zona da mata, do agreste e do sertão, num verdadeiro circuito pelos aspectos simbólicos e materiais desse universo alagoano. 

Como grande destaque na área da literatura, a Eduneal traz “Contos reunidos” que reúne mais de cinquenta contos da renomada escritora alagoana Arriete Vilela. O livro traz obras como “Grande baú”, “a infância”, prestigiada pela crítica literária nacional, texto  fundamental para compreender o tecer literário de Arriete Vilela recheado de poesia e lirismo. Outros textos aclamados como “Maria Flor etc”, “Tardios afetos” e “Farpa” estão presentes nessa coletânea que é referência para o leitor mergulhar no universo poético da maior escritora alagoana do nosso tempo.

No campo da educação, a Eduneal traz o livro “Narrativas Poéticas: memórias de encontros na Educação Infantil” que de forma leve e significativa dá voz e visibilidade as práticas pedagógicas e aos profissionais da educação na primeira etapa da Educação Básica. São apresentadas significativas experiências desenvolvidas com bebês, crianças bem pequenas e pequenas na Educação Infantil tornando este encontro um modo de conhecer para ampliar horizontes acadêmicos no chão da escola e no ato de educar e cuidar. As narrativas infantis povoam as páginas deste livro apresentando-nos as marcas do vivido entre adultos e crianças em creches e pré-escolas públicas alagoanas.