Brasil

Esquadrão antibomba é acionado após mala suspeita ser deixada em escola em SP

Redação TNH1 | 13/03/19 - 11h09 - Atualizado em 13/03/19 - 13h15
Reprodução/Facebook

O esquadrão antibombas da Polícia Militar foi acionado para a Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, na manhã desta quarta-feira (13), depois do atentado que deixou ao menos dez mortos e 23 feridos. Segundo informações das forças de segurança, há uma mala com fios que foi deixada no local e levantou a suspeita de explosivo.

Um adolescente e um jovem de aproximadamente 25 anos invadiram a escola por volta das 9h30 e atiraram contra estudantes e funcionários. Inicialmente, a polícia divulgou que cinco menores e um adulto morreram no local. Por volta das 11h30, mais duas mortes de estudantes foram confirmadas depois que elas deram entrada em um hospital nas proximidades da unidade de ensino. Os atiradores cometeram suicídio após o atentado.

Dentro da escola, a polícia também encontrou um arco e flecha e garrafas que aparentam ser de coquetéis molotov. Os atiradores estavam vestidos de preto e encapuzados quando entraram no local.

Explosivos usados pelos atiradores
Explosivos usados pelos atiradores (Reprodução Globo News)
(Reprodução Globo News)
(Reprodução Globo News)