Brasil

Estudante de 15 anos lutou com atirador em escola e salvou alunos

TNH1 com Catraca Livre | 16/03/19 - 17h28 - Atualizado em 16/03/19 - 18h38
Estudante se salvou e ajudou outros alunos em ataque de Suzano | Reprodução / Instagram

A história de uma adolescente de 15 anos, que estava na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano (SP), no momento do massacre que vitimou oito pessoas, tem viralizado nas redes sociais, e ela tem sido considerado uma heroína: a estudante lutou contra um dos assassinos e conseguiu salvar vidas no momento do ataque a tiros.

A adolescente em questão é Rhyllary Barbosa dos Santos. A estudante treina jiu-jitsu, há 3 anos, em um projeto social chamado “Bonsai – Construindo o Futuro”. No momento do massacre, ela teve os cabelos agarrados por Luiz Henrique de Castro, o mais velho dos assassinos, de 25 anos, mas lutou com o atirador e conseguiu escapar.

“Eu acredito que o jiu-jitsu ajudou muito. Se tivesse outra pessoa despreparada no momento em que o Luiz puxou o cabelo, ela podia estar muito vulnerável, perder a estabilidade do corpo e cair com a rasteira que ele deu. Se eu caísse naquele momento, ele ia me matar. Era o plano dele.  Talvez eu poderia não ter saído”, contou Rhyllary em entrevista ao site da ESPN.

Após escapar de Luiz, ela abriu a porta de entrada da escola para que outros estudantes pudessem fugir. “Eu fiquei com muito medo porque não sabia que tinha um segundo assassino, mas a minha intuição era abrir a porta e ajudar os outros alunos a saírem dali”, continuou a estudante no relato.

No momento que teve início o massacre, a jovem estava em frente à cantina da escola conversando com uma amiga e com a inspetora Eliana Regina, uma das vítimas fatais do ocorrido.

Assim que ouviu o primeiro disparo, se voltou em direção ao estampido e logo viu Luiz, que continuava a disparar. Segundo ela, foi tudo muito rápido e, quando notou, já estava enfrentando o atirador.

O projeto social onde Rhyllary pratica a arte marcial publicou o vídeo onde ela concedeu entrevista ao Cidade Alerta; confira:

Visualizar esta foto no Instagram.

A frase "Só o Jiu-Jitsu salva" nunca foi tão verdadeira depois do último dia 13/03 na escola Raul Brasil, em Suzano. . A tragédia que aconteceu, e vai ser um trauma pra sempre para muitas pessoas, mas poderia ter sido muito pior se não fosse a força e a coragem da uma menina praticante da Arte Suave. . Saber que aquilo que ensinamos pode ajudar a nossa aluna @rhyllary_barbosa a sobreviver em uma situação de perigo real, e ao mesmo tempo salvar a vida de outros jovens é um sentimento de muita felicidade e orgulho. . Estamos muito felizes em poder contar com uma Heroína em nossa equipe, nem uma medalha de Ouro em Mundial nos faria tão felizes e orgulhosos. Parabéns @rhyllary_barbosa pela coragem, estamos ansiosos pra te receber no tatame, conte sempre conosco. . E assim pudemos ter a certeza que estamos no caminho certo e que o Jiu-Jitsu tem que ser ensinado nas escolas. . ???? Equipe @bonsaijj ???????????????? Apoio: @sempremaisviagens | @sayuriroupas | @taissosuplementos | @pzadoorigem | @caleffotraining | @drika_soliveira ???????????????? Preparação Física: @eguchi_dan ???? Marketing: @pant.arte . #bonsaijj #construindoofuturo #projetosocial #suzano #sp #prefeituradesuzano #bjjgirls #bjjwomen #luta #sparring #defesapessoal #jiujitsuparamulheres #bjjkids #oss #brazilianjiujitsu #fpjj #cbjj #ibjjf #martialarts #apoieumatleta #suzano #patrocinio #apoio #raulbrasil #paz #peace

Uma publicação compartilhada por PSB CONSTRUINDO FUTURO (@projetobonsaijj) em

Visualizar esta foto no Instagram.

Gratidão ✊????

Uma publicação compartilhada por RB_SOUZA (@rhyllary_barbosa) em