Economia

Fiz um Pix para a conta errada. Tem como cancelar?

Rede Jornal Contábil | 12/11/21 - 10h45
PIX

Todo mundo comete erros. Na hora de realizar a transferência de dinheiro para uma conta, pode ser que você digite um número errado. Esse erro é fatal, pois a quantia vai para a conta de um desconhecido. 

Com o Pix, não é diferente. Ele é a ferramenta de transferência instantânea criada pelo Banco Central e que já caiu no gosto popular. Em um ano de existência já é o principal método de transações do país, superando TED, DOC, boletos e cheques somados. Um dos motivos para tanto sucesso é a rapidez para transações financeiras. Elas acontecem em, no máximo, 10 segundos.

Contudo, será que tem como cancelar uma transferência feita para a conta errada? É muito difícil, mas pode acontecer.

Como proceder ao fazer um Pix para conta errada?- Conforme informamos anteriormente, as transações feitas por esse sistema de pagamento acontecem em, no máximo, 10 segundos. Por isso, após enviar o dinheiro, não dá para cancelar a operação. O Banco Central afirma que a única maneira de realmente cancelar um  Pix é antes de enviá-lo. É preciso conferir antes de clicar em “ir” o número da conta, agência  e valores.

Caso você tenha feito a transferência para a conta de outra pessoa que não era o objetivo, a sugestão do Banco Central é entrar em contato com o recebedor para que ele faça a devolução da quantia. Ou seja, será preciso contar com a honestidade dos outros.

Todas as instituições financeiras que usam o Pix entregam uma opção que permite reenviar o valor ao pagador sem nenhum custo, sendo esse um processo bem simples e rápido.

Devolução ocorre mesmo para pessoas desconhecidas? - Infelizmente não. A opção que permite devolver o valor só é útil caso você conheça ou consiga falar com o dono da conta. Se esse não for o caso, infelizmente não há uma maneira oficial de recuperar o dinheiro, sendo possível apenas torcer para que a pessoa tenha bom senso e reenvie o Pix por livre e espontânea vontade.

O cliente até pode entrar em contato com sua instituição financeira para verificar se é possível realizar alguma ação, mas isso não garante que a quantia será estornada. Portanto, antes de encerrar a operação, se certifique de que os dados estão corretos, afinal erros acontecem.