Alagoas

Governo de Alagoas confirma risco de atraso ou parcelamento no salários dos servidores

Cenário de crise econômica nacional impõe preocupação ao secretário da Fazenda: “Dizer que não há risco seria uma irresponsabilidade".

14/04/16 - 18h21 - Atualizado em 14/04/16 - 18h32
Reprodução

Com o cenário econômico atual e a diminuição de arrecadação dos estados, o Governo de Alagoas não nega a possibilidade de atrasar ou parcelar os salários dos servidores públicos estaduais, a exemplo do que ocorreu no Rio de Janeiro.

Em nota enviada por email à reportagem do TNH1, a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) afirmou que “dizer que não há risco [de atrasar ou parcelar os salários dos servidores] seria uma irresponsabilidade”, embora o Governo de Alagoas esteja preparado para enfrentar o pior.

A nota da Sefaz disse ainda que, com essa lógica, é possível diminuir muito qualquer surpresa durante a gestão. “Essa possibilidade existe para qualquer ente público: o pior cenário sempre. Foi assim ano passado e esse ano não é diferente” - afirmou.

Quanto à arrecadação do Estado, a Sefaz disse que os “repasses federais impactam muito nas contas estaduais”. Em comparação ao mesmo período de 2015, o Fundo de Participação dos Estados apresentou variação de -12,71% em janeiro deste ano, +7,13% em fevereiro e -10,73% no último mês de março.

“Tais índices representam, no acumulado trimestral, uma variação negativa de 4,85% em relação ao mesmo período do ano passado”, o que aumenta ainda mais a possibilidade de o governo mexer nos salários dos servidores como uma saída para manter a estabilidade econômica frente à crise da economia brasileira.