Nordeste

Grupo com comorbidades começa a ser vacinado contra a Covid-19 no Recife

Folha PE | 02/05/21 - 18h33
Arthur Mota

Neste domingo (2), teve início a vacinação contra a Covid-19 para as pessoas com comorbidades no Recife. O agendamento para a imunização deste grupo, considerado prioritário pelo Programa Nacional de Imunização (PNI), começou no sábado (1º). 

A Secretaria de Saúde do Recife (Sesau) prevê que cerca de 75 mil residentes no município se encaixem nesse primeiro momento da vacinação para os grupos com comorbidades. 

Essa primeira etapa contempla transplantados de órgão sólido ou de medula óssea, pessoas com Síndrome de Down, pessoas vivendo com HIV, pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) e obesidade mórbida, entre 18 e 59 anos.

Os que se encaixam nesse perfil podem fazer o agendamento na plataforma Conecta Recife, anexando o formulário médico de comprovação da comorbidade disponibilizado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).  

Também entram nesta etapa as pessoas com idades entre 55 e 59 anos portadoras das comorbidades previstas no Plano Nacional de Operacionalização da Vacina Contra a Covid-19 (PNO) - veja lista ao final do texto. 

Muita pessoas já procuraram a vacinação no primeiro dia. No ginásio do Geraldão, na Imbiribeira, Zona Sul do Recife, os contemplados da fase fizeram fila em carros para a imunização. Como foi o caso de Renata Braga, que possui obesidade. 

"Peguei Covid-19 em dezembro e foi horrível. Não precisei de internação, mas foi muito difícil. Fico feliz porque a vacina é mais um reforço para evitar que a gente tenha a doença ou precise de internação em caso grave", conta.

Comorbidades elencadas na campanha de vacinação contra a Covid-19:
- diabetes mellitus;
- pneumopatias crônicas graves;
- hipertensão arterial resistente (nos estágios 1, 2 e 3 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade);
- insuficiência cardíaca (ic);
- cor-pulmonale e hipertensão pulmonar;
- cardiopatia hipertensiva;
- síndromes coronarianas;
- valvopatias, miocardiopatias e pericardiopatias;
- doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas;
- arritmias cardíacas; cardiopatias congênita no adulto;
- próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados;
- doença cerebrovascular;
- doença renal crônica;
- imunossuprimidos;
- anemia falciforme;
- obesidade mórbida;
- síndrome de Down;
- cirrose hepática.