Polícia

Guarda municipal e funcionário de banco são presos na operação Luz na Infância

TNH1 | 04/09/19 - 07h40 - Atualizado em 04/09/19 - 12h32
Reprodução

Um dos presos na operação Luz na Infância 5, que ocorre desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira (4), é um guarda municipal de Maceió. O mandado foi cumprido na casa do servidor, no conjunto Graciliano Ramos.

Outros dois mandados foram cumpridos nos bairros do Farol e Santa Lúcia. Outro preso é funcionário de um banco. 

Eles são suspeitos de consumir e compartilhar mídias que mostram exploração sexual de crianças e adolescentes.

A informação foi confirmada pela delegada de Crimes contra a Criança e o Adolescente (DCCCA) da Capital, Adriana Gusmão, à TV Pajuçara, na Central de Flagrantes I, no Pinheiro, para onde os acusados estão sendo levados. 

A quinta fase da operação é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) envolve Polícias Civis e Polícia Federal de 14 estados e o Distrito Federal, contando com a participação de 656 policiais em todo país.

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs) informou que um procedimento administrativo foi instaurado para apurar os fatos relacionados ao guarda municipal preso na operação, mas que ainda não foi oficiada sobre o envolvimento do servidor. "A Semscs esclarece que está à disposição para colaborar com as demais autoridades policiais e judiciais envolvidas na investigação", concluiu.