Saúde

Guia: o que as gestantes precisam saber sobre a microcefalia?

23/11/15 - 22h57

MS orienta mulheres que planejam engravidar a conversar com equipe de saúde (Crédito: Reprodução internet)

MS orienta mulheres que planejam engravidar a conversar com equipe de saúde (Crédito: Reprodução internet)

Segundo o Ministério da Saúde, até que se esclarecem as causas do aumento da incidência dos casos de microcefalia na região Nordeste, as mulheres que planejam engravidar devem conversar com a equipe de saúde de sua confiança.

Nessa consulta, devem avaliar as informações e riscos de sua gravidez para tomar a sua decisão. Mas, diante do cenário, gestantes e as mulheres em idade fértil, com possibilidade de engravidar, tem procurado profissionais em saúde.

Sesau confirma 18 casos de microcefalia registrados em Alagoas durante 2015

Com base nas recomendações dos especialistas que o JC tem entrevistado, preparamos este vídeo, que reforça a importância do pré-natal e do uso responsável de métodos contraceptivos.

obre os casos de microcefalia na região Nordeste, o Ministério da Saúde orienta às gestantes:


1 - Devem ter a sua gestação acompanhada em consultas pré-natal, realizando todos os exames recomendados pelo seu médico;


2 - Não devem consumir bebidas alcoólicas ou qualquer tipo de drogas;


3 - Não utilizar medicamentos sem a orientação médica;


4 - Evitar contato com pessoas com febre, exantemas ou infecções;


5 - Adoção de medidas que possam reduzir a presença de mosquitos transmissores de doenças, com a eliminação de criadouros (retirar recipentes que tenham água parada e cobrir adequadamente locais de armazenamento de água);


6 - Proteger-se de mosquitos, como manter portas e janelas fechadas ou teladas,  usar calça e camisa de manga comprida e utilizar repelentes indicados para gestantes;



Fonte: Jornal do Comércio