Brasil

Helicóptero que caiu com Boechat estava regular, diz Anac; FAB investiga

Correio Braziliense | 11/02/19 - 15h45
Reprodução TV Globo

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou, em nota, na tarde desta segunda-feira (11/2), que o helicóptero que levava Ricardo Boechat estava em situação regular. O jornalista e o piloto Ronaldo Quattrucci morreram após a aeronave apresentar problemas e cair na via do Rodoanel, em São Paulo, chocando-se com um caminhão.

De acordo com a Anac, o helicóptero estava com o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) válido até maio de 2023 e a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) em dia, com validade até maio deste ano. 

A agência informou também que a aeronave tinha a matrícula PT-HPG, da fabricante Bell Helicopter, e era de propriedade da RQ Servicos Aereos Especializados LTDA, empresa de táxi aéreo. O modelo é um monomotor com capacidade para quatro passageiros mais a tripulação.

Investigações

Também segundo a Anac, as investigações sobre as causas do acidente estão sendo conduzidas pelo Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA IV), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), do Comando da Aeronáutica.
 

"