Polícia

Homem é preso por atear fogo e matar amigo enquanto dormia em Junqueiro

TNH1 | 28/04/21 - 11h28 - Atualizado em 28/04/21 - 11h53
Ascom PC-AL

A Polícia Civil de Alagoas (PC-AL) prendeu um homem de 53 anos suspeito de matar o próprio amigo depois de jogar álcool e atear fogo no corpo dele no município de Junqueiro. A prisão foi realizada ontem e divulgada pela assessoria da PC-AL na manhã desta quarta (28).

Expedito Panta da Silva, de 58 anos, foi atacado enquanto dormia no Sítio Retiro, na zona rural da cidade, no último domingo (25). Ele chegou a ser socorrido e levado até o Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, mas morreu nessa terça-feira (27).

O delegado Alexandre César, titular do 80º Distrito Policial, disse ao TNH1 que o suspeito e vítima tiveram um desentendimento durante uma bebedeira. 

"Foi uma briga por causa de cachaça. Eles estavam bêbados, discutiram, o homem foi em casa buscar álcool e quando voltou viu a vítima dormindo. Ele ateou fogo nela e foi embora. O homem percebeu que estava sendo queimado só quando acordou depois, mas aí já era tarde", disse.

Alexandre César confirmou que os dois estavam com outras pessoas durante o dia, mas na hora do crime o grupo já tinha dispersado. "Eles passaram o dia bebendo, e durante a noite, depois de a vítima apresentar embriaguez, os dois na verdade, aconteceu tudo isso", destacou.

A Polícia Civil também afirmou que equipes iniciaram as diligências logo após ter conhecimento do ataque e o homem foi detido no momento em que se preparava para deixar a cidade.

O preso agora fica à disposição da Justiça alagoana.