Interior

Homem está desaparecido há 20 dias na Serra da Caiçara; buscas estão suspensas

Identificado como José Petrúcio, homem atravessava a serra para chegar na casa da família, quando parou de dar notícias depois de dois dias em Maravilha

Redação TNH1 | 27/01/22 - 11h00
Divulgação / Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros suspendeu há uma semana as buscas pelo senhor José Petrúcio, 54 anos, que está desaparecido desde o início do mês de janeiro, quando começou trajeto pela Serra da Caiçara, em Maravilha, no interior de Alagoas, e não deu mais notícias depois de dois dias. Após 12 dias de procura, os bombeiros suspenderam as ações e aguardam informações mais concretas. 

Segundo informações obtidas com os familiares, o homem teria como objetivo chegar na propriedade rural da família, cruzando a Serra da Caiçara. Ele começou o percurso no dia 6 de janeiro por volta do meio-dia. Porém, depois de um certo tempo teria se machucado. No dia 8, seu Petrúcio realizou contato telefônico com a irmã e teria informado que se encontrava com a perna machucada e próximo de uma cacimba (poço de água).

Os bombeiros começaram as buscas com base no referencial da última localização e destino final indicado, realizando varredura em todas as trilhas primárias e secundárias do trajeto. Além disso, realizaram o mapeamento da região, considerando todos acessos e saídas, com marcação de pontos referenciais (ex. torre de telefone).

Divulgação / Corpo de Bombeiros
Divulgação / Corpo de Bombeiros
Divulgação / Corpo de Bombeiros
Divulgação / Corpo de Bombeiros
Divulgação / Corpo de Bombeiros
Divulgação / Corpo de Bombeiros
Divulgação / Corpo de Bombeiros
Divulgação / Corpo de Bombeiros
Divulgação / Corpo de Bombeiros
Divulgação / Corpo de Bombeiros
Divulgação / Corpo de Bombeiros
Divulgação / Corpo de Bombeiros
Divulgação / Corpo de Bombeiros
Divulgação / Corpo de Bombeiros
Divulgação / Corpo de Bombeiros
Divulgação / Corpo de Bombeiros

Foram utilizados diversos recursos: emprego do canil, guarnições em solo, viaturas, helicóptero, drone, entre outros. "Além da dificuldade de deslocamento na área, por se tratar de uma serra com mata fechada, algumas informações incorretas têm dificultado a delimitação da área de busca. Por exemplo, recebemos a informação de populares, que o desaparecido teria pedido água em sua residência, porém se verificou tratar de outra pessoa", relatou a assessoria da corporação.

As buscas foram suspensas no dia 20 e o Corpo de Bombeiros aguarda novas informações que possam ajudar na localização de Petrúcio.