Nordeste

Homem filmado agredindo mulher em Ilhéus é preso mais uma vez por ameaçar outra ex

Universa/UOL | 11/03/21 - 11h29

O homem que foi flagrado em vídeo espancando uma mulher com socos, na cidade de Ilhéus, sul da Bahia, foi preso hoje mais uma vez pela Polícia Civil. As imagens com a agressão circularam nas redes sociais em outubro do ano passado.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, ele foi detido depois de ameaçar outra ex-namorada, na mesma cidade. O mandado de prisão preventiva contra ele foi cumprido no Condomínio Morada do Porto, no bairro Banco da Vitória.

Carlos Samuel Freitas Costa Filho chegou a ser preso pelas agressões registradas no vídeo, mas foi solto para responder pelo crime em liberdade. No mesmo dia da soltura, ele procurou a outra ex-companheira e começou a ameaçá-la ao tentar reatar o antigo relacionamento, de acordo com o delegado Evy Paternostro, responsável pela investigação.

"Ele tentou reatar um antigo relacionamento e, com a recusa da mulher, começou a ameaçá-la", disse o delegado, em nota divulgada pela SSP.

Ainda segundo Paternostro, ele tem outras duas condenações, dos anos de 2015 e 2020, por violência contra a mulher.

Ao somar com essa última prisão, Carlos Samuel Freitas Costa Filho acumula 11 registros por diversos crimes. No entanto, segundo a polícia, os inquéritos anteriores não avançaram depois das recusas de vítimas em denunciar os crimes ou ir até à delegacia.

Ele também chegou a ser preso em flagrante por agredir a própria mãe, mas também foi liberado para responder em liberdade.

No vídeo que viralizou nas redes sociais em 2020, ele aparece dando vários socos contra o rosto e a cabeça da ex-namorada, também depois de não aceitar o fim da relação.

Na época, a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher de Ilhéus investigou o caso e solicitou a prisão de Carlos Samuel Freitas Costa Filho. Porém, ele foi liberado para aguardar recurso judicial em liberdade.

Depois da prisão de hoje, ele foi encaminhado para o Presídio Regional Ariston Cardoso, em Ilhéus.

Como denunciar

Já sofreu uma agressão e quer denunciar? Registre um Boletim de Ocorrência por violência doméstica em qualquer delegacia. Se puder, procure uma delegacia da mulher, especializada neste tipo de caso.

Conhece uma mulher em situação de perigo? Ligue para 180. O canal do governo federal funciona 24 horas, incluindo sábados, domingos e feriados. A ligação é anônima e a central dá orientações jurídicas, psicológicas e encaminha o pedido de investigação a órgãos de defesa à mulher, como o Ministério Público.

Em casos de emergência, é possível telefonar para 190 e acionar a polícia.