Maceió

Idosa de 90 anos vítima de negligência é resgatada de casa, em Guaxuma

TNH1 | 08/01/22 - 08h30 - Atualizado em 08/01/22 - 09h10
Cortesia ao TNH1

Mais uma idosa vítima de negligência foi encontrada por agentes de segurança em Maceió. A mulher de 90 anos foi resgatada de uma casa no bairro de Guaxuma, nessa sexta-feira, 07, após denúncia à Comissão de Direitos Humanos da OAB-AL e ao Disque Denúncia 181, da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP-AL). O sobrinho dela foi encaminhado à delegacia para prestar esclarecimentos.

Segundo informações colhidas pela reportagem, a idosa que está acamada e carece de cuidados especiais, não recebia a devida assistência por parte do familiar. O denunciante relatou que o homem ingeria bebida alcoolica todos os dias e recebia amigos na casa para confraternizações. Mesmo com o barulho, segundo os vizinhos, era possível escutar a idosa gritar, principalmente durante à noite. 

A vítima teria outro sobrinho responsável por cuidar das finanças, porém ele não foi encontrado no imóvel já que reside no Rio de Janeiro. De acordo com a denúncia, ele separava o dinheiro para pagar uma cuidadora e mandava o valor total das compras do mês, mas a conduta não atende por completo as necessidades da mulher.

Além da comissão da OAB-AL e da SSP-AL, as equipes do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBM-AL), da Operação Policial Litorânea Integrada (Oplit), da Base Comunitária de Segurança do Jacintinho, e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), participaram da operação.

Após o resgate, a idosa foi direcionada a um abrigo na capital alagoana, onde vai receber a devida assistência.

Maus-tratos de idosa em Jacarecica - Na manhã de sexta-feira, 07, uma idosa de 76 anos recebeu a visita da Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), por meio do Núcleo de Atendimento à Pessoa Idosa (NAPI) da Casa de Direitos, depois de denúncia de maus-tratos e de negligência. A casa onde ela mora fica situada no bairro de Jacarecica, Litoral Norte de Maceió.

A filha da idosa havia informado que o irmão possui a curatela da vítima, e que ele é dependente químico, além de violar os direitos da esposa e do filho. Com a visita, foi constatado que a idosa não recebe cuidados de saúde como, por exemplo, o acompanhamento vacinal. A equipe irá encaminhar o caso para se certificar de que os cuidados básicos sejam garantidos.