Meio Ambiente

Ipês florescem e colorem paisagem na principal avenida de Maceió

Lucas Alcântara/Secom Maceió | 14/11/18 - 15h51 - Atualizado em 14/11/18 - 15h57

Com um trabalho manual e diário, servidores da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Semds) percorrem bairros de Maceió com o plantio de mudas para ampliar a arborização. O trabalho pode não ser notado a curto prazo, mas reflete significativamente na paisagem urbana ao longo do tempo, entre benefícios paisagísticos e ambientais. Neste período, em plena primavera, o resultado das ações de arborização dão sinais por meio de cores marcantes. Um dos locais que têm chamado a atenção é a extensão da Avenida Fernandes Lima, no Farol, onde o amarelo, branco e roxo dos ipês atraem olhares de quem passa diariamente pelo maior corredor de transportes da capital.

Nas redes sociais, internautas compartilharam registros do florescimento das árvores. Bastante usada em arborização e paisagismo urbano, o ipê pode chegar entre 15 a 20 metros de altura, e tem como uma das suas principais características o florescimento em diversas tonalidades e em determinadas épocas do ano.

Responsável pela equipe que diariamente vai às ruas da capital com o plantio de mudas, José Rubens explica que, apesar do colorido durar pouco, os ipês secam após a floração, mas não significa que as árvores estão mortas.

“É um processo natural. Normalmente o período em que as flores brotam tem duração de uma ou duas semanas. Após isto, as flores caem e os ipês ficam secos, mas não morrem. Depois as folhas crescem novamente. Este é um tipo de árvore que utilizamos sempre na arborização de Maceió. O ipê contribui com o fator paisagístico e estético e também por colaborar com a geração de sombra e melhoria da qualidade do ar”, explica José Rubens, que é coordenador de Arborização e Jardinagem da Semds.