Polícia

Irmãs de 9 e 15 anos eram exploradas pelos pais em prostíbulo dentro da própria casa

Caso aconteceu em Olho D'Água do Casado, no Sertão de Alagoas; além do casal, dois "clientes' foram presos

Teresa Cristina | 29/07/21 - 16h34 - Atualizado em 29/07/21 - 18h46
TNH1

A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira (29), um casal suspeito de explorar sexualmente duas filhas em troca de benefícíos financeiros. As meninas, de 15 e 9 anos, eram abusadas por homens, que pagavam por isso, na residência da própria família, na zona rural de Olho D’Água do Casado, Sertão de Alagoas. O local, onde as garotas viviam com os pais e mais cinco irmãos era usado como prostíbulo. Dois homens, suspeitos de abusar as meninas, também foram presos.

De acordo com uma fonte ouvida pelo TNH1, as investigações começaram há mais de um mês, quando a Polícia Civil recebeu denúncias anônimas. As equipes foram até a residência três vezes e a mãe negou as acusações. Ela alegou problemas psiquiátricos e tentou agredir os agentes.


Com o andamento do inquérito e as evidências que podem comprovar o crime, a PC solicitou à Justiça a prisão dos suspeitos.

Em um dos depoimentos, um dos irmãos das garotas, um menino de 13 anos, fez um relato chocante aos políciais. Ele contou que precisou “tirar um homem” de cima da irmã de 9 anos. As informações chegadas à polícia davam conta de que os homens iam à residência para noites de bebedeira e sexo com as garotas. 

As meninas e os irmãos foram encaminhados a casas de parentes. Os presos serão trazidos para o Sistema Prisional em Alagoas. A operação foi coordenada pela Gerência da 4a Região e pela Delegacia de Polícia Civil de Piranhas, sob o comando dos delegados Cícero Lima e Daniel Mayer. 

Piranhas

Também nesta sexta-feira (29), outros dois homens foram presos suspeitos de estuprar crianças, no sertão do estado.

Um agricultor é suspeito de violentar duas filhas de 11 e 6 anos. Os abusos aconteciam desde que as meninas eram mais novas. As investigações apontaram que ele se mudava de cidade cada vez que os vizinhos começavam a desconfiar da situação.

A outra prisão foi de um homem suspeito de estuprar uma vizinha. O fato foi descoberto quando uma amiga da menina filmou o abuso e mostrou à família.