Carnaval

Jaraguá é palco da abertura do Carnaval de Maceió

Secom Maceió | 22/02/20 - 08h14 - Atualizado em 22/02/20 - 08h25

A chave da cidade está na mãos do Rei Momo e da Rainha do Carnaval e eles prometem agitar a capital alagoana nos próximos dias. O histórico bairro do Jaraguá foi o escolhido para a abertura do Carnaval de Maceió, na noite dessa sexta-feira (21). Apresentação de orquestra, desfile de blocos, show e o tradicional Pinto da Madrugada, em ação inédita, animaram os foliões. A programação segue neste sábado (22) nos outros sete polos espalhados pela cidade.

Ícones dos games, cinema, TV e até extraterrestre se encontraram na Praça Dois Leões. A criatividade nas fantasias se misturou com o frevo e não faltou animação entre os maceioenses e turistas que aproveitaram a abertura do Carnaval.

A aposentada Norma Bandeira, de 75 anos, só parou um pouco durante a entrevista, porque na maior parte do tempo ela quis mesmo foi cair na folia. “O Carnaval está excelente esse ano. Todo mundo precisa vir para aproveitar, porque está bem organizado, local seguro e ficamos à vontade para dançar. Não tem idade para se divertir”, disse a maceioense ao dar uma grande gargalhada ao lado do neto Benício Bandeira, de 7 anos, fantasiado de Super Mário.

A empolgação é novidade no bairro, já que desta vez ele é um dos oito polos do Carnaval de Maceió. O presidente da Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmac), Vinícius Palmeira, ressalta as ações inéditas. “No último Carnaval promovido pela gestão, a gente acredita que planta uma semente importante. Tivemos uma prévia bastante ampliada na última semana e agora apostamos em uma festa descentralizada com programação em oito polos. E hoje estamos vivendo um novo marco que é o polo Jarágua, em uma abertura muito bacana”, pontuou.

“Muita gente não vai sair da cidade para aproveitar o carnaval do nosso jeito, com os ícones da nossa cultura. Maceió tem carnaval”, acrescenta Vinícius, que entregou a chave da cidade ao Rei Momo e a Rainha do Carnaval. “É muita responsabilidade ser o Rei Momo, trazer muita alegria para Maceió, cidade maravilhosa e incrível. Tenho certeza que vai ser um dos melhores carnavais e estou super feliz e ansioso por esses dias de festa, liderando com pé direito”, contou Rubinho Ramos.

Foi dada uma pausa no frevo para a chegada do desfile dos blocos, que saiu em cortejo da Praça Marcílio Dias e seguiu pela Rua Sá e Albuquerque. Maracatu Baque Alagoano, Blocos dos Bairros Distantes, Bloco Dona Gajuru, Bloco Filé & Folia, No Escurinho é Mais Gostoso, Blocão Bonecos da Cidade, Nega Fulô e Biloca atraíram os olhares de quem estava no local com ritmos e cores. O Grupo Samba Show da Gaviões da Pajuçara também se apresentou. Para encerrar a primeira noite do Carnaval de Maceió e já acolher o Sábado de Zé Pereira, a Caravana Cultural com o Pinto da Madrugada seguiu em arrastão com os participantes até a Associação Comercial.

Quem quis acompanhar tudo de perto com a família foi o empresário Antônio Júnior, que trocou o litoral paranaense para passar o Carnaval em Maceió. Da cidade de Matinhos, ele veio com a esposa Lis Schimaneski e o filho Antônio Neto, de 1 ano. Ele justifica o porquê da escolha: “Fiquei sabendo que o Carnaval está sendo resgatado aqui na cidade e eu já quis participar com a minha família. O perfil do Carnaval de Maceió é diferente da Bahia, por exemplo. Aqui é mais voltado para o grupo familiar, lá é mais para os solteiros. Então é um clima mais tranquilo e calmo no caribe brasileiro”, destacou.

Rozane Haskel é servidora pública do município de Blumenau, Santa Catarina. Acompanhada de quatro amigas, ela promete se divertir bastante na capital. “Ficamos sabendo do famoso Bloco Pinto da Madrugada e estamos em cinco para conhecer e curtir o Carnaval de Maceió. Vamos ficar aqui nos quatro dias e queremos aproveitar muito”, exaltou a turista.

Carnaval descentralizado

Neste sábado (22), a programação continua nos outros sete polos do Carnaval de Maceió.  No polo Jaraguá, a festa retorna no domingo (23), a partir das 19h, na Praça Marcílio Dias, com o CarnaRock, shows de nove bandas locais de Rock: Cheiro de Calcinha, Gigavolt, Atrito 82, Purehate, Duality, Powerslave, Mastrermind, Princípio Autoral e Avante

A iniciativa da Prefeitura de Maceió, por meio da Fmac, tem o objetivo de fortalecer a pluralidade cultural e fomentar as atividades tradicionais nas partes alta e baixa da cidade. As festas nos bairros são realizadas por Organizações da Sociedade Civil selecionadas por meio de edital, que destinou o total de R$ 140 mil para custeios de produção. A FMAC também contemplou 55 blocos, dois coletivos culturais e uma escola de samba da capital.