Justiça

Jovem se apresenta e diz ser o pai de bebê achado em saco de lixo

Redação TNH1 | 26/12/19 - 19h04 - Atualizado em 26/12/19 - 19h16
TJ-AL

A juíza Fátima Pirauá, da Vara da Infância e da Juventude, informou, no final da tarde desta quinta-feira, que um jovem se apresentou e disse ser o pai de Davi, o bebê encontrado dentro de um saco de lixo, no Trapiche, no último mês de setembro. A identidade do suposto pai não foi revelada.

“É um jovem. Ele afirma ser o pai da criança. Determinei que seja feito o exame de DNA para que possamos comprovar que ele é de fato o pai”, disse a magistrada, em entrevista por telefone ao TNH1.

Segundo ela, caso seja confirmada a paternidade por meio do exame, serão realizados estudos pelas equipes do serviço social para verificar se o jovem tem condições de cuidar do bebê. “Não é apenas a questão financeira, são outros aspectos que precisam ser verificados, para termos a certeza de que o pai está em condições de cuidar do bebê”, explicou a juíza Fátima Pirauá.

Segundo ela, foi solicitada urgência na realização do exame, cujo resultado só deve ficar pronto após o fim do recesso do Judiciário, previsto para o próximo dia 2 de janeiro.

O bebê foi abandonado pela própria mãe, em setembro, e encontrado por um pescador. A mãe alegou que não tinha condições de criar e por isso o abandonou na rua. Após ser internado na maternidade Santa Mônica e passar um longo período na UTI, Davi recebeu alta e foi levado para um abrigo, no início deste mês.