Política

Lojas de shoppings podem fechar no domingo em protesto contra política e economia

16/04/16 - 17h36 - Atualizado em 16/04/16 - 17h36
Arquivo/TNH1

No dia da votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, os lojistas dos shoppings de todo Brasil podem optar por abrir as portas ou não. Essa é a recomendação da Associação Brasileira dos Shoppings Centers (Abrasce). O Parque Shopping, localizado na Cruz das Almas, emitiu nota em que informa que vai abrir normalmente, das 12h às 22h, mas libera os lojistas a manter as lojas fechadas. A nota diz que a atitude da Abrasce, da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) e da Associação Brasileira de Franchising (ABF) “em demonstração de descontentamento à situação política e econômica pela qual o país passa”.

O Shopping Pátio, no Benedito Bentes, informa que as lojas do empreendimento funcionarão com abertura facultativa. O posicionamento se dá após a decisão das entidades já citadas, com o objetivo de autorizar os lojistas que, ao seu critério, desejam liberar seus funcionários para participarem desse momento histórico da democracia brasileira. O Pátio Maceió informa abre às 12h e fecha 20h.

O Maceió Shopping, na Mangabeiras, também vai abrir, mas assim como os outros, liberou os lojistas a aderir o movimento. Em nota, a assessoria do Maceió Shopping diz que “a superintendência do Maceió Shopping reconhece o atual cenário de crise econômica e política o qual vive o país assim como os esforços do setor para demonstrar a insatisfação pela situação, mas não considera viável o fechamento do empreendimento na data proposta”. O shopping abre às 12h e fecha 21h.

Já o Arapiraca Garden não divulgou nota. A reportagem do TNH1 ligou para a administração do estabelecimento. De acordo com uma funcionária, não havia, até o momento, nenhuma recomendação sobre o fechamento ou não do shopping.