Cultura

Maceió celebra a diversidade com a 1º edição de Mostra Cultural LGBTQIA+ nesta quinta-feira

Assessoria | 11/11/21 - 11h48 - Atualizado em 11/11/21 - 11h55
O projeto tem curadoria do comunicador, produtor cultural e pesquisador Andrew Pereira | Foto: Divulgação

Alagoas se encontra entre os cinco estados com mais mortes violentas de integrantes da comunidade LGBTQIA+. Diante desse cenário, faz-se necessário o fortalecer a identidade dessa comunidade através da arte e cultura e é nesse ensejo que a capital alagoana recebe, nesta quinta-feira (11), a primeira edição da mostra cultural ‘Maceió Em Cores’. O evento acontece no Centro Cultural Arte Pajuçara, a partir das 19h. Com foco em visibilizar os artistas da comunidade LGBTQIA+, a mostra traz um mix cultural com exposição fotográfica e apresentações artísticas de dança, música, poesia e muito mais. Nomes como o sanfoneiro Fidellis, a cantora Maju Shanii e Huná levam suas músicas para o palco do evento, além de apresentações do grupo Transhow e dos estudantes da Escola de Teatro da Ufal, ETA. As intervenções artísticas do grupo House Of Del Diablo e da escritora Isis Florescer fecham o line up do evento.

O hall do Centro Cultural Arte Pajuçara também recebe a exposição fotográfica ‘Sem Portas Fechadas’, que expõe imagens de 40 artistas culturais LGBTQIA+ de Alagoas. Com o objetivo de trazer o diálogo, a integração e o fortalecimento das ações culturais protagonizadas pela comunidade LGBTQIA+, o projeto tem curadoria do comunicador, produtor cultural e pesquisador Andrew Pereira. "Os inúmeros desafios enfrentados pela arte e pela cultura desse grupo nos polos tradicionais exigem a construção de um espaço seguro para o desenvolvimento de uma mostra cultural em que a voz de todos seja, de fato, ouvida e amplificada", explica.

As apresentações serão divididas em quatro atos, sendo: 'A descoberta', que aborda o início da jornada do LGBTQIA+ ao lidar com autoconhecimento de ser um membro da comunidade. 'O Encontro', que traz o relacionamento e a manifestação da própria sexualidade. 'O Medo', que retrata o preconceito, a rejeição na sociedade e a violência vivida pela comunidade. E, por fim, 'A Liberdade', expondo a aceitação e como é viver sem medo do preconceito. Para conferir a mostra é necessário obter o ingresso gratuito através do bit.ly/maceioemcores

 ‘Maceió Em Cores’ é realizada com recursos da Lei Emergencial da Cultura Aldir Blanc da Secretaria da Cultura do Estado de Alagoas e da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, do Governo Federal. Teve apoio também do Centro Universitário Tiradentes (Unit/AL), do Programa de Pós-graduação em Sociedade, Tecnologias e Políticas Públicas (Sotepp) e do Laboratório Interdisciplinar de Inovação em Organizações e Políticas Públicas (Labipol). Vale ressaltar que todo o processo contará com medidas sanitárias e de distanciamento social inerentes ao período atual de pandemia.

SERVIÇO

1º edição da Mostra Cultural LGBTQIA+ de Alagoas: Maceió em Cores

Centro Cultural Arte Pajuçara

Quinta-feira, 11 de novembro, a partir das 19h

Ingressos gratuitos disponíveis em bit.ly/maceioemcores