Maceió

Mãe de garoto que sobreviveu a choque elétrico na Praia da Sereia pede investigação

Bruno Soriano | 27/08/21 - 15h08 - Atualizado em 27/08/21 - 18h24
Também vítima de choque elétrico, adolescente Janice Santos foi sepultada na terça-feira, no Cemitério da Piedade | TV Pajuçara/Reprodução

A mãe do garoto de 10 anos que sobreviveu a acidente registrado na tarde do último domingo (22), na Praia do Mirante da Sereia, região Norte de Maceió, esteve, nessa quinta-feira (26), na Central de Flagrantes de Polícia Civil para registrar a ocorrência e cobrar a investigação do caso. Além do menino, uma adolescente de 13 anos também sofreu um choque elétrico. Janice Santos de Vasconcelos, porém, não resistiu e veio a óbito, após ser socorrida por guarnição do Corpo de Bombeiros, no Hospital Geral do Estado (HGE).

Na delegacia, porém, Maria Geane Pereira - que também pretende apresentar uma reclamação junto à Equatorial Energia para solicitar esclarecimentos sobre o episódio - foi orientada a levar o pequeno Rafael até o Instituto Médico Legal (IML), para a realização do exame de corpo de delito (foto abaixo), para só então fazer o Boletim de Ocorrência (BO).

Em vídeo encaminhado à TV Pajuçara, o irmão de Janice, Levysson Ilton, conta que um fio de alta tensão teria se rompido após o proprietário de um “paredão” de som mover o equipamento. O corpo de Janice foi sepultado, sob forte comoção, na manhã da terça-feira (23), no Cemitério Nossa Senhora da Piedade, no bairro do Prado. 

“Com o apoio de amigos, conseguimos fazer uma ‘vaquinha’ para comprar o caixão e alugar um ônibus para levar os amigos até o cemitério”, disse Levysson.

Em nota, a Equatorial informou que o acidente, na verdade, pode ter sido provocado após tentativa de ligação clandestina na rede de distribuição. No mesmo informe, a concessionária também orienta às pessoas que estiverem diante de situação do tipo a não tocar quem recebe a descarga elétrica, como o fez Janice. 

“A melhor forma de ajudar é desligar o disjuntor ou a chave geral, acionando a emergência por meio do 193 ou 192”, diz o comunicado.

Confira, abaixo, a íntegra da nota:

Nota 

Sobre o acidente ocorrido no último domingo (22), na Paria do Mirante da Sereia, a Equatorial Energia Alagoas informa, que uma equipe técnica esteve no local para fazer os reparos necessários e constatou que o cabo de energia se rompeu quando, de acordo com informações coletadas com a população, um terceiro tentava fazer uma ligação clandestina na rede da distribuidora. 

As ligações clandestinas, o popular “gato” e ligações improvisadas de energia comprometem a qualidade do fornecimento, o que pode provocar oscilação e a falta de energia na região. Além disso, põe em risco a segurança da população já que os desvios não atendem os padrões de fornecimento, ocasionando o rompimento de cabos, curtos-circuitos e até mesmo incêndios. 

A Equatorial lamenta o acontecimento e orienta as pessoas que não façam ligações clandestinas. A distribuidora orienta ainda que se alguém for vítima de choque elétrico, não se deve tentar tocar na pessoa que está recebendo a descarga. A melhor forma de ajudar é desligar o disjuntor ou chave geral e ligar para emergência no 193 ou 192. Se o acidente for em via pública, além das orientações já mencionadas através do 193 e 192, é preciso acionar a Equatorial através do telefone 0800 082 0196 para que seja feito o desligamento da energia.