Alagoas

Marinha emite alerta de rajadas de vento de 60 km/h no Litoral Sul de Alagoas

Assessoria com TNH1 | 22/03/19 - 09h11 - Atualizado em 22/03/19 - 15h06
Pontal do Peba, na cidade de Piaçabuçu, extremo Sul de Alagoas, pode sentir os ventos fortes | MTur / Marco Ankosqui

A Marinha do Brasil emitiu um aviso meteorológico sobre a possível formação de um ciclone com características tropicais, a partir deste sábado (23), até o início da próxima semana, dia 26, sobre o Oceano Atlântico, a Leste dos estados da Bahia e do Espírito Santo.

O ciclone deve elevar a velocidade dos ventos em boa parte do litoral brasileiro, inclusive em Alagoas, mas a maior intensidade será em todo o litoral baiano, em direção a Sudeste e Sul do país. De acordo com o Serviço Meteorológico Marinho, o sul de Alagoas pode registrar rajadas de até 60 km/h. Essa velocidade geralmente é alcançada no mês do novembro, quando se registram os Ventos Nordeste.

A previsão feita pelo Centro de Hidrografia da Marinha (CHM) em colaboração com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE) mostra que a condição de tempo severo ocorrerá principalmente em alto-mar, associada à chuva intensa, com volumes significativos e ventos intensos, com rajadas. Porém, não se descarta a condição de intensificação dos ventos na costa do Rio de Janeiro, Espírito Santo e sul da Bahia, podendo chegar a até 89 km/h, além de chuvas entre fraca e moderada.

A Marinha do Brasil mantém todos os avisos de mau tempo em vigor no endereço eletrônico https://www.marinha.mil.br/chm/dados-do-smm-avisos-de-mau-tempo/avisos-de-mau-tempo. A Marinha do Brasil e o CPTEC/INPE acompanharão a formação e a atuação desse sistema nos próximos dias. As atualizações serão divulgadas nos sites https://www.marinha.mil.br/chm/ e https://www.cptec.inpe.br/ e pelo Facebook, em “@servicometeorologicomb” e “@inpe.cptec”.

As informações também poderão ser acessadas por meio do aplicativo "Boletim ao Mar", disponível para download na internet, tanto para o sistema Android quanto para o IOS, desenvolvido em parceria entre a Marinha do Brasil e o Instituto Rumo ao Mar (RUMAR). Alerta-se aos navegantes que consultem essas informações antes de se fazerem ao mar e solicita-se ampla divulgação às comunidades de pesca e esporte e recreio.