Maceió

Mineração: mais três áreas de Maceió são inseridas no Mapa de Ações Prioritárias

TNH1 | 04/05/21 - 10h36 - Atualizado em 04/05/21 - 13h24
Arquivo/Marco Antônio

A Defesa Civil de Maceió anunciou nesta terça-feira (04) a inclusão de mais três áreas no Mapa de Linhas de Ações Prioritárias.

De acordo com a Prefeitura serão inseridas as regiões Flexal de Baixo, Flexal de Cima e a Rua Marquês de Abrantes, em Bebedouro.

As áreas já estavam sendo monitoradas pela Defesa Civil e, segundo o município, a inclusão se deu pelo isolamento da população e não pela criticidade da área, a exemplo do que aconteceu nas demais áreas do Pinheiro, Bebedouro, Mutange e Bom Parto.

O anúncio foi feito durante inauguração do Centro de Acolhimento e Triagem (CAT) do Bairro Pinheiro, equipamento para atendimento psicossocial da população realocada dos bairros afetados pela movimentação do solo. De acordo com a Prefeitura, em caso de uma tragédia, o CAT tem capacidade para atender até seis mil pessoas.

"Essas áreas não foram atingidas pela criticidade, mas os moradores foram atingidos socialmente, estão ilhados", explicou o prefeito de Maceió, JHC, durante inauguração do CAT.

Confira como ficou o mapa:

Protestos

No último dia 29 de abril, moradores de Bebedouro fizeram um protesto para cobrar soluções para quem ficou no bairro e passou a conviver com os problemas causados pelo afundamento resultado da extração de sal-gema na região. 

O ato reuniu moradores das comunidades Flexal de Baixo e Flexal de Cima, além dos residentes na Rua Marquês de Abrantes.

Os manifestantes alegavam que estão isolados, após a retirada da maior parte da população da região, e que convivem com muita insegurança, resultado do esvaziamento do bairro e fechamento de estabelecimentos e serviços.

Posicionamento da Braskem

Em nota, a Braskem disse que vem cumprindo o acordo de apoio à desocupação de áreas de risco assinado em janeiro de 2020 com as autoridades, que se baseia no mapa definido pela Defesa Civil de Maceió. A empresa disse ainda que mantém diálogo permanente com as autoridades públicas, na busca das melhores soluções para os moradores e comerciantes atendidos pelo Programa de Compensação Financeira e Apoio à Realocação.

"Em relação a aspectos sociais, a Braskem assinou, em dezembro de 2020, um acordo socioambiental que prevê o diagnóstico e encaminhamento de propostas para temas que envolvam mobilidade e acessos, com recursos financeiros já provisionados. A prioridade da Braskem é a segurança dos moradores nos bairros atingidos pelo fenômeno geológico, propondo e realizando ações com essa finalidade", trouxe a nota.