Alagoas

Moradores protestam contra falta d'água e bloqueiam BR-104, em Rio Largo

Redação TNH1 | 14/09/20 - 15h42 - Atualizado em 14/09/20 - 17h36
Cortesia ao TNH1

Moradores do Conjunto Antônio Lins de Souza bloquearam, na tarde desta segunda-feira (14), os dois sentidos da BR-104, em Rio Largo, região Metropolitana de Maceió. O motivo do protesto foi a falta d'água na região. 

De acordo com um dos moradores, que não quis se identificar, a região tem registrado problema de abastecimento e na qualidade no tratamento da água desde o início da pandemia. O morador disse ainda que já houve reuniões com a Casal, mas o problema não foi resolvido.

Inconformados com o problema, os moradores bloquearam os dois sentidos da BR-104, tanto para Maceió quanto para Messias. Só permitiram a passagem de ambulâncias. 

A via foi desbloqueada por volta das 17h, depois que o Gerenciamento de Crises da Polícia Militar articulou com a Casal uma reunião para esta terça-feira (15). Os moradores então concordaram em liberar a via e disseram que vão aguardar os representantes da Companhia até o meio dia, caso contrário, ameaçaram realizar novo bloqueio.

Em nota, a Casal disse que o abastecimento ficou comprometido no fim de semana mas que o sistema já foi reativado e o fornecimento de água está em fase de recuperação. Ainda na nota, a companhia afirmou que uma equipe vai amanhã fazer um trabalho de manutenção.

Leia a nota na íntegra:

A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) informa que o abastecimento do Conjunto Antônio Lins, em Rio Largo, ficou comprometido somente sábado (12) e domingo (13), mas o sistema já foi reativado e o fornecimento de água está em fase de recuperação nesta segunda-feira (14). A paralisação temporária do final de semana ocorreu devido à entrada de sedimentos nas bombas da estação de captação, situação causada provavelmente por um ato de vandalismo. Nesta terça-feira (15), uma equipe da Companhia irá a estação para fazer um trabalho de manutenção. Quanto à qualidade da água que distribui, a Casal reforça que segue todos os parâmetros do Ministério da Saúde e somente entrega o líquido após análise e comprovação da qualidade em laboratório. Por isso, a Companhia recomenda que os moradores fiquem atentos à necessidade de fazer a limpeza das caixas de água de suas casas uma vez a cada seis meses.

A Polícia Rodoviária Federal enviou guarnições para a rodovia na tarde desta segunda.


Foto: Divulgação / PRF


Foto: Cortesia ao TNH1