Polícia

Mulher é presa ao tentar entrar em presídio com celulares escondidos na prótese

11/02/17 - 13h28 - Atualizado em 11/02/17 - 15h34

Uma mulher identificada como  Sandra Beatriz Pereira de Menezes, cuja idade não foi divulgada, foi presa no início da tarde deste sábado, ao tentar entrar no presídio Cyridiao Durval, no Sistema Prisional, em Maceió, com celulares, carregadores e chips.

O detalhe é que ela tem parte da perna esquerda amputada e escondia celulares, carregadores e chips na prótese que usa para se locomover.

Ao realizar a revista de rotina, os agentes penitenciários flagraram o material que estava escondido na prótese, na cavidade onde a perna é encaixada.

"Infelizmente as visitas são usadas pelos presos e se arriscam para levar aos presídios os ilícitos. O estado até hoje não investiu em bloqueadores de celular e nem body scan, que facilitariam muito as revistas", disse o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindapen), Kleyton Anderson.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) informou que o reeducando Jamerson Menezes de Morais, que iria receber a visita, foi transferido do Presídio Cyridião Durval para a Penitenciária de Segurança Máxima.

Contra ele foi aberto ainda um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD). O secretário da Ressocialização e Inclusão Social, tenente-coronel PM Marcos Sérgio de Freitas, destaca a eficiência e expertise dos agentes penitenciários para que a Lei de Execuções Penais seja cumprida.

“O Governo do Estado tem investido em modernos equipamentos de segurança para evitar a entrada de ilícitos nas unidades prisionais de Alagoas. Mas não basta investir em segurança, se não tivermos servidores qualificados. Por isso, destaco o empenho e expertise dos agentes penitenciários. Eles têm seguido as diretrizes da Ressocialização e trabalhado diuturnamente para assegurar o cumprimento da lei nos presídios alagoanos”, salienta. 


Em decorrência do episódio, foi lavrado um termo circunstanciado de ocorrência e a visitante foi banida do sistema prisional.