Brasil

Mulher grávida de seis meses é morta após deixar filho na escola

Jornal do Commercio | 24/05/19 - 10h59 - Atualizado em 24/05/19 - 11h07
Eliane pode ser sido executada pelo ex-marido | Arquivo Pessoal

Uma mulher grávida de seis meses foi morta a tiros, nessa quinta-feira (23), no município de Taquaritinga do Norte, Agreste Pernambucano. A polícia trabalha com a hipótese de que a vítima pode ser sido executada pelo ex-marido.

Eliane Ferreira da Silva, 25, deixou o filho na escola e, quando retornava para casa, foi surpreendida por bandidos atirando contra o carro que ela conduzia. Na tentativa de desviar, ela perdeu o controle do veículo e caiu em uma ribanceira.  Eliane mora com o atual companheiro em um condomínio, na Zona Rural de Taquaritinga do Norte.

Uma amiga da vítima, que não quis se identificar, afirma que o ex-marido dela não aceitava o fim do casamento e o novo relacionamento de Eliane e acredita que ele pode estar por trás do crime. “Ele não queria o fim do casamento e ela já estava morando com esse outro. Ele disse que se ela arrumasse alguém, ele matava ela”, contou.

O corpo da mulher foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru. Até o momento, nenhum suspeito de cometer o crime foi preso.