Mundo

Mulher viciada em sexo põe a vida em risco: "Ninguém pode suportar isso"

Há quatro anos, ela buscou tratamento médico para o problema.

18/04/16 - 19h53 - Atualizado em 18/04/16 - 20h14

A jovem Sami Walton, 29 anos, já perdeu os amigos e o emprego por ser viciada em sexo. Muita gente não sabe, mas compulsão sexual é doença e precisa ser tratada.

Segundo informações do site Daily Mail, Sami chegava a ter dez relações sexuais por dia . Por causa de sua compulsão, ela chegou a perder o namorado.  

— Muita gente acha que os parceiros adoram mulheres que querem fazer sexo o tempo todo, mas não é assim. Ninguém pode suportar isso. 

Sami desenvolveu a compulsão por sexo aos 20 anos de idade. Ela chegou a dormir com pessoas estranhas por causa do vício.

Em 2010, a jovem percebeu que tinha que dar um basta naquela situação, pois estava correndo graves riscos, inclusive de morrer.

Depois de perder o emprego, ela procurou um especialista e recebeu medicação para ansiedade e fazer tratamento psicológico.

Há quatro anos, ela conheceu James Keates, 38 anos, seu atual parceiro. Ele tem sido essencial na sua luta contra a compulsão.

— Tenho sorte de ter o James. Ele realmente me ajuda, especialmente, quando estou em dias ruins.