Nordeste

No primeiro dia de lockdown, Pernambuco atinge maior índice de isolamento social do País, diz governo

Jornal do Comércio | 18/05/20 - 11h35 - Atualizado em 18/05/20 - 11h36
Foto: Jornal do Comércio

Segundo dados divulgados pelo governo do Estado neste domingo (17), Pernambuco atingiu o maior índice de isolamento social do Brasil no último sábado (16), primeiro dia de lockdown nos municípios do Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, São Lourenço da Mata e Camaragibe. Em média, 53,8% da população do Estado permaneceu em casa no sábado. Lembrando que o sábado foi de chuvas constantes em boa parte da Região Metropolitana do Recife (RMR).

Segundo georreferenciamento feito pela Inloco – empresa com escritórios no Brasil e nos EUA – nas primeiras 24 horas de vigência do decreto de intensificação do isolamento social, nas cinco cidades submetidas a regras mais rígidas de controle de circulação, o índice médio de isolamento atingiu 60%, um percentual bem superior aos 48% registrados no sábado anterior (09).

No Recife, isolamento atingiu 62,1%

O levantamento da Inloco revelou que o isolamento em Pernambuco ficou acima do Ceará (52,7%), Amapá (52,7%) e Pará (51%), quatro únicos estados brasileiros a superar os 50% de distanciamento social. Entre as cidades, o maior destaque ficou com o Recife, que atingiu 62,1% de isolamento no índice levantado pela InLoco. Foi o maior percentual entre as capitais brasileiras. Olinda registrou 61%, Camaragibe 59% e Jaboatão e São Lourenço da Mata atingiram 58% no total de pessoas em casa neste sábado.

Áreas do subúrbio ainda permanecem cheias e sem fiscalização

Apesar da comemoração do governo do Estado em aumentar o percentual de isolamento, o grande desafio continua sendo as áreas da periferia do Grande Recife, principalmente. O sábado (16), primeiro dia do isolamento social mais rígido no Recife e em quatro cidades da Região Metropolitana para reduzir o contágio e as mortes por covid-19, foi de contrastes.

Nos bairros de classe média e principais corredores viários da capital, maior presença do poder público e mais respeito da sociedade. Na periferia, o oposto. Muito comércio aberto e entreaberto, e ainda muita gente circulando. De uma forma geral, entretanto, a circulação de pessoas e veículos era visivelmente menor e a grande maioria da população estava utilizando máscaras. O primeiro dia de lockdown na RMR também contou com a ajuda da chuva que predominou durante quase todo o sábado.

A reportagem do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC) circulou pelas cinco cidades e identificou que muitas das medidas que o poder público tem anunciado em lives, publicidade e pela imprensa, não estão acontecendo na prática. Enquanto o Recife teve vários bloqueios para verificação do cumprimento do rodízio de veículos em diversas avenidas e corredores estruturadores da cidade, a quantidade de pontos era bem menor nas outras cidades.

A equipe do JC não identificou bloqueios sequer nas principais vias de Olinda e Camaragibe, por exemplo. Nesta última cidade, nem mesmo a principal via do município - a Avenida Belmino Correia - teve blitzes. Em São Lourenço da Mata, o JC encontrou um bloqueio na PE-05, realizado pelo BPRv e a equipe de trânsito municipal. Enquanto isso, as áreas comerciais e centrais das duas cidades registravam um razoável movimento de pessoas. 

Paulo Câmara pede atenção para os próximos 14 dias

"Quero agradecer à população pernambucana que está consciente da importância do isolamento social no enfrentamento da Covid-19. São números animadores que mostram que temos condições de chegar ao índice ideal, que é de 70% da população em casa, para frear a aceleração da doença”, afirmou o governador Paulo Câmara, que na manhã deste domingo (17) comandou uma reunião por videoconferência com todo o secretariado estadual para avaliar os resultados do primeiro dia da Operação Quarentena.

O governador reiterou que ainda há 14 dias pela frente nesse esforço da quarentena, e que sair de casa, só para uma compra essencial, ou para atendimento médico. “Quanto menos contato com outras pessoas, menor a possibilidade de se contrair o novo coronavírus ou de contaminar os outros, caso você esteja doente", reforçou Paulo Câmara, em pronunciamento à população nas redes sociais.

Foram 35 blitzes montadas no primeiro dia

Nas 24 horas do sábado, foram montados 35 pontos de blitzes para fiscalizar o fluxo de veículos nas cinco cidades da RMR. Ao todo, 1.728 veículos foram abordados nos pontos de bloqueio. A Operação Quarentena, que envolve um efetivo de mil profissionais da segurança, também atuou nas fiscalizações a pedestres e estabelecimentos sem autorização para funcionar. Houve abordagens a 2.794 pessoas que circulavam nas cinco cidades e foram orientadas a retornar para suas casas. Foram fechados 749 estabelecimentos, entre lojas, restaurantes, bares e outros.

“Estamos observando o aumento da colaboração da sociedade no isolamento. Isso vem sendo visto na prática em locais que antes tinham grande movimentação, e também está sendo aferido por meio do georreferenciamento. Nas blitzes, a população tem colaborado com o rodízio, apresentado documentos e retornando quando é orientada. Nosso efetivo vem recebendo bastante apoio e incentivo, é importante ressaltar”, afirmou o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua, acrescentando que neste domingo (17) a SDS ampliou para 43 o número de pontos de bloqueio de veículos e reforçou ações de fiscalização de medidas sanitárias.

De acordo com a Polícia Militar, neste domingo, não houve problemas maiores nos pontos de bloqueio, mas em duas oportunidades houve “algum constrangimento”, com pessoas sendo levadas para produção de Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) em delegacias. O primeiro caso ocorreu em Jaboatão, com o condutor de um veículo tentando deixar o local da blitz, dificultando a abordagem, e por isso foi encaminhado à Delegacia de Prazeres. O segundo caso foi em Olinda, porque o motorista conduzia um carro sem estar devidamente licenciado, ficou nervoso, tentou fugir, mas foi contido e levado para a Delegacia de Peixinhos. Ao todo, 1.728 veículos foram abordados nos pontos de bloqueio.

Como serão as ações nas ruas

Neste período da Operação Quarentena, a Secretaria de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas manterá, diariamente, ações nos Pontos de Cuidado, voltados para o atendimento à população em situação de rua no Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda e Paulista, realizando em média 720 atendimentos por dia. Os pontos servem ainda para pesquisar informações sobre sintomas da doença nessa faixa da população, além de repassar a ela instruções sobre as medidas de prevenção em linguagem adequada, considerando os hábitos da população.

A secretaria também promove a distribuição de quentinhas, totalizando mil almoços e mil jantares, todos os dias, garantindo segurança alimentar e equilíbrio nutricional com o padrão de qualidade das cozinhas do Senac. A logística é do Governo de Pernambuco, com o apoio de mais de 40 coletivos e instituições de atendimento à população em situação de rua para a distribuição dos alimentos no Grande Recife.