Alagoas

Nota de Esclarecimento: greve dos jornalistas

02/07/19 - 14h45 - Atualizado em 02/07/19 - 16h01

Diante da propagação de que as Empresas de Comunicação de Alagoas querem reduzir salário dos jornalistas esclarecemos que, após várias tentativas de negociação com o Sindicato dos Jornalistas de Alagoas, não houve acordo e parte da categoria decidiu entrar em greve. 

A proposta apresentada pelas empresas, e rejeitada pela maioria dos jornalistas em Assembleia foi:

Incluir faixas salariais além do piso atual de R$ 3.565,27 para 5 horas de trabalho por dia. A proposta foi rejeitada pelos jornalistas.

Em uma segunda proposta, também rejeitada pelo Sindicato mesmo sem apreciação em assembleia, as empresas incluíram a garantia do atual piso salarial para todos que já estão contratados. Além disso, em caso de substituição, o novo profissional contratado também receberia o valor do piso atual por um período pré-determinado. Na ocasião dessa segunda proposta, também estava garantida a manutenção de todas as cláusulas sociais já estabelecidas.

Por último, o Ministério Público do Trabalho, acionado pelo próprio Sindicato dos Jornalistas, tentou construir mais uma proposta que previa a implantação de 3 níveis salariais: um nível maior que o piso atual, um intermediário correspondente ao valor atual de R$ 3.565,27 e um piso INICIAL. Apesar de discordar de alguns pontos, as empresas aceitaram a proposta do Ministério Público do Trabalho e, lamentavelmente, mais uma vez, os jornalistas recusaram.

Não é verdadeira, portanto, a informação de que as empresas querem reduzir os salários dos jornalistas.

Organização Arnon de Mello
Sistema Opinião de Comunicação 
Pajuçara Sistema de Comunicação