Alagoas

OAB-AL vai pedir investigação sobre operação com 11 mortos em Santana do Ipanema

TNH1 | 09/11/18 - 11h38 - Atualizado em 09/11/18 - 16h17
Ricardo Moraes, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Alagoas | Assessoria

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Alagoas (OAB-AL), Ricardo Moraes, confirmou ao TNH1 nesta sexta-feira (9) que a instituição quer saber mais detalhes sobre a operação policial realizada no Sertão do estado, onde 11 suspeitos de assalto a banco foram mortos.

As imagens divulgadas pelas redes sociais da Divisão Especial de Investigação e Captura (Deic) chamaram a atenção da OAB-AL, e teriam motivado a solicitação de mais informações sobre a ocorrência.

Segundo o presidente da comissão, o secretário de Segurança Pública, Paulo Lima Júnior, já foi informado que um ofício será entregue até no máximo a próxima segunda-feira (12). “Sempre presumo que a informação oficial é verdadeira, mas precisamos de equilíbrio na apuração dos elementos”, explicou. “É preciso quebrar essa fama de que o Direitos Humanos só defende bandido, por isso queremos o máximo de transparência”, acrescentou.

Na tarde desta sexta-feira, a Delegacia Geral da Polícia Civil de Alagoas nomeou os delegados elegados Eduardo Mero Campos, coordenador da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Bruno Emilio Macedo Teixeira, integrante da especializada, e o delegado Hugo Leonardo Oliveira de Vasconcelos, titular da Delegacia Regional de Santana do Ipanema (2ª DRP) para compor a comissão que vai apurar a troca de tiros entre integrantes da Instituição e suspeitos de roubos a bancos, ocorrida no município de Santana do Ipanema, nesta quinta-feira (8).

A Portaria com a designação será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), na edição da próxima segunda-feira. O delegado Eduardo Mero será o presidente da comissão.

Os suspeitos foram mortos em confronto com policiais, que cercaram a casa onde eles estavam escondidos, na cidade de Santana do Ipanema, para repartir o fruto do último assalto ocorrido no interior de Pernambuco.

Já foram identificados: Francisco das Chagas Vieira de Barros, 32 anos, natural de Água Branca, Piauí; Adjane da Silva, 30 anos, natural de Santana do Ipanema (AL); André Luiz de Morais Lima, 30 anos, natural de Serra Talhada (PE); Carlos Alberto de Lima, 30 anos, natural de Arapiraca (AL); Adeíldo de Souza Timoteo, 23 anos, natural de Aracaju (SE); Manuel Bezerra de Almeida, idade não informada, natural de Paulo Afonso (BA); e Evandro de Paula Lima Silva, 34 anos.

Oficialmente, o IML confirma apenas a identificação de Adjane, Evandro e José Feitosa. Os nomes dos demais foram informados por familiares.