Alagoas

Observatório da Ufal: Covid desacelerou mas é preciso melhorar testagem

Eberth Lins | 01/09/20 - 09h43 - Atualizado em 01/09/20 - 09h59
Foto: Carla Cleto / Agência Alagoas

O Observatório Alagoano de Políticas Públicas para o Enfrentamento, formado por pesquisadores da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), recomendou o aprimoramento da política de testagem para 'descrever com clareza a situação da pandemia da Covid em Alagoas'.  

De acordo com o relatório da 35ª Semana Epidemiológica, divulgado na noite dessa segunda-feira (31) pelo Observatório, apesar da pesquisa EPICOVIDBR, que está na 4ª fase e é realizada em todo o Brasil, uma pesquisa no âmbito estadual é imprescindível para dimensionar o nível da prevalência da população alagoana frente ao novo coronavírus.

"De maneira geral, o relatório aponta que os números de novos casos e óbitos estão caindo em Alagoas, o que fez com que a incidência de novos casos e óbitos na última semana ficasse abaixo da média brasileira. Este número é acompanhado pela queda das taxas de ocupação de leitos, especialmente de UTI, com exceção ao Sertão, já que Santana do Ipanema continua com lotação máxima. No entanto, essa queda está acompanhada de uma redução na testagem, o que pode estar interferindo na redução dos números. Um indício de um possível problema nesse sentido é o aumento no número de casos suspeitos que saltou para quase cinco mil", detalhou o coordenador do estudo, o pesquisador Gabriel Bádue.

O relatório aponta para uma desaceleração da pandemia em Alagoas, a partir das evidências relacionadas ao indicadores de controle da transmissão e ocupação de leitos hospitalares.  "Baseado nas evidências captadas pela comunidade científica ao longo dos últimos meses, reforçamos a necessidade de participação de toda a sociedade nesse combate, desde o cumprimento das medidas de segurança como o uso da máscara, a higienização das mãos e a não permanência em aglomerações, até a fiscalização por parte dos governos do cumprimento das medidas de prevenção constantes nos protocolos de distanciamento", trouxe um trecho documento.

Covid em Alagoas 

O último Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulgado na tarde de ontem (31), traz um total de 78.804 casos confirmados do novo coronavírus e 1.887 óbitos causados pela doença.

Há 4.789 casos em investigação laboratorial.