Nordeste

Ônibus só poderão circular com passageiros sentados em Recife e região metropolitana

Folha de Pernambuco | 20/03/21 - 09h45 - Atualizado em 20/03/21 - 09h50
Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Sempre que o Governo de Pernambuco anuncia medidas restritivas, no intuito de evitar a disseminação da Covid-19, a população pernambucana faz o seguinte questionamento: E os ônibus? Nesta sexta-feira (19), a Defensoria Pública de Pernambuco teve seu pedido, de evitar aglomerações nos terminais e coletivos da Região Metropolitana do Recife (RMR), acatado pela Justiça.

As medidas passam a valer quando o Consórcio Grande Recife for notificado da decisão. Além disso, a instituição requereu que seja disponibilizada uma frota suficiente para atender à demanda, como explica o defensor Rafael Alcoforado. 

"Neste nosso pedido, os ônibus só vão poder circular com pessoas sentadas. Para que isso aconteça, foi determinado que as empresas passem a funcionar com 100% da frota. E, caso seja necessário, aumente ainda mais a quantidade de ônibus nas ruas para atender à população de uma forma que não haja aglomeração no transporte", explicou.

Também foi proibida a presença de mais de 30 pessoas em filas nos Terminais Integrados (TIs) para ônibus convencionais e de mais de 45 pessoas em filas para veículos articulados ou BRTs. 

Segundo a Defensoria Pública do Estado, desde o início da pandemia, tem sido sido acompanhada a situação de superlotação em linhas de ônibus que integram o transporte público da RMR.

Caso as normas não sejam seguidas, foi estabelecida multa ao Consórcio Grande Recife.de R$ 10 mil por dia em que seja descumprida a decisão.

Em contato com a reportagem, o Grande Recife informou que "até o momento, não foi notificado pela Justiça sobre um pedido da Defensoria Pública para aumento da frota de ônibus neste período de quarentena. Só após ser oficiado e ter conhecimento do conteúdo do documento, é que o Consórcio deverá se pronunciar."