Polícia

Operação Casmurros investiga desvio de recursos do Fundeb em Alagoas

Sete servidores da Secretaria Estadual de Alagoas serão afastados, segundo PF

Dayane Laet | 10/09/19 - 06h20 - Atualizado em 10/09/19 - 08h21
Cortesia ao TNH1

Agentes da Polícia Federal em Alagoas (PF-AL) cumprem mandados judiciais em Maceió e mais quatro municípios de Alagoas desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (10). Estão sendo cumpridos 26 mandados de busca e apreensão, 15 mandados de prisão temporária, bem como de afastamento temporário do cargo ou função pública de 7 servidores da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e da Agência de Modernização da Gestão de Processos (Amgesp), expedidos pelo pela 13ª Vara Federal do Estado de Alagoas.

A ação, batizada de "Casmurros", visa apurar possíveis desvios de recursos públicos do Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (PNATE) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação Básica (Fundeb), na Seduc. Além da capital, são cumpridos mandados em Arapiraca, Boca da Mata, Rio Largo e São Miguel dos Campos.

De acordo com as investigações, que tiveram início em abril de 2019, após fiscalização da Controladoria Geral da União, a organização criminosa fechou contratos com a Seduc-AL após fraudar o processo licitatório para execução do Serviço de Transporte Escolar da rede pública estadual.

Participam da Operação Casmurros 114 policiais federais e 11 auditores da Controladoria Geral da União.

A Seduc foi procurada pelo TNH1, mas ainda não se pronunciou sobre a operação. Já a assessoria de comunicação da Seplag solicitou o envio de e-mail com o questionamento e informou que deverá se pronunciar sobre a operação ainda nesta terça-feira.